Bolsonaro admite que não tem provas de supostas fraudes em eleições

Presidente passou três anos conclamando apoiadores a criticar sistema eleitoral brasileiro

POLíTICA
Bolsonaro admite que não tem provas de supostas fraudes em eleições

Presidente Jair Bolsonaro - Foto: Reprodução

Após passar três anos levantando a ideia de que o sistema eleitoral brasileiro é falho, o presidente da República Jair Bolsonaro reconheceu, pela primeira vez, que não tem provas que sustentem a teoria. O anúncio foi feito nessa quinta-feira. 

"Não tem como se comprovar que as eleições não foram ou foram fraudadas", disse o presidente da República em live transmitida nas redes sociais. Ele havia prometido apresentar provas da fraude, mas não cumpriu a promessa. Bolsonaro é apoiador da implantação do voto impresso nas eleições do Brasil, o que para especialistas no assunto seria um retrocesso. 

"Não temos provas, vou deixar bem claro, mas indícios que eleições para senadores e deputados podem ocorrer a mesma coisa. Por que não?", disse ainda o atual presidente da República. 

Notícias falsas

O presidente Bolsonaro apresentou a live ao lado de Eduardo Gomes da Silva, que trabalha na Secretaria de Comunicação do Planalto, de acordo com o governo. Eduardo apresentou notícias falsas, que já foram amplamente desmentidas. 

Voto já é auditado no Brasil

Atualmente, as eleições já são auditadas no Brasil. De acordo com a Justiça Eleitoral, nunca houve fraude em urnas eletrônicas. Em entrevista à Rádio Jornal na última quinta-feira (29), o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, lembrou que, em 2014, o PSDB fez a checagem das eleições - nas quais o então candidato Aécio Neves havia  perdido para a petista Dilma Rousseff - e constatou que o resultado apresentado era verídico. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.