APLICATIVO

WhatsApp fora do ar: o que diz rede social sobre a queda

O empresário Mark Zuckerberg é dono dos aplicativos WhatsApp, Facebook e Instagram

Atualizada às 18h18
Atualizada às 18h18
Publicado em 04/10/2021 às 13:40
Divulgação/WhatsApp
FOTO: Divulgação/WhatsApp
Leitura:

Com o WhatsApp fora do ar, milhares de pessoas estão sem conseguir trocar mensagens pela plataforma, nesta segunda-feira (4). O motivo é uma pane, ao que tudo indica, mundial que afeta também o Facebook e o Instagram. Os aplicativos de Mark Zuckerberg pararam de funcionar no começo da tarde. O assunto ficou entre os mais comentados no Twitter nesta segunda.

O WhatsApp foi criado em 2009 e, de acordo com Mark Zuckerberg, o aplicativo conta com 1,5 bilhão de usuários ativos por mês. São cerca de 60 bilhões de envios todos os dias.

Somente no Brasil, segundo o site Weni, aproximadamente 120 milhões de pessoas eram usuárias do WhatsApp em 2020.

>> WhatsApp fora do ar: pessoas que usam app para trabalhar contam como tem sido sem a rede social

>> Com queda do WhatsApp, Facebook e Instagram, mais uma vez o Twitter salva internautas

>> WhatsApp vai deixar de funcionar em dezenas de celulares; veja se o seu aparelho está na lista

O que aconteceu?

O problema atinge tanto os aplicativos para Android e iOS quanto os sites acessíveis pelo navegador no celular e no computador. No caso do WhastApp Web, quem tenta acessar encontra uma página praticamente em branco com a mensagem "5xx Server Error". Quem tenta conexão com Facebook e o Instagram pelo navegador encontra uma tela de página fora do ar.

Apesar da repercussão, ainda não há explicações para o que teria motivado a queda das plataformas. No entanto, a página do WhatsApp no Twitter postou uma mensagem reconhecendo o problema. Segundo a empresa, a plataforma está "trabalhando para que as coisas voltem ao normal".

 

Não é a primeira vez que as redes sociais de Mark Zuckerberg apresentam instabilidade neste nível. Em março deste ano, o Instagram e o WhatsApp ficaram fora do ar em várias partes do mundo por 40 minutos.

Mais Lidas