Contra a Homofobia

Contra a homofobia, Renan Dal Zotto e Douglas Souza comemoram demissão de jogador que fez comentário preconceituoso nas redes sociais


Ex-jogador da seleção brasileira, Maurício não deve voltar a vestir a camisa do Brasil, após comentário homofóbico

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 28/10/2021 às 9:46
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

O técnico da seleção brasileira de Vôlei, Renan Dal Zotto, e o jogador Douglas Souza, que é gay, comemoram a demissão de Maurício Souza do Minas Tênis Clube. Há alguns dias, Maurício, que jogou pela nossa seleção nas Olimpíadas de Tóquio, usou as redes sociais para publicar um comentário homofóbico.

Dal Zotto deu praticamente como encerrada qualquer oportunidade de Maurício voltar a vestir a camisa do Brasil. "Fiquei decepcionado. É inadmissível este tipo de conduta do Maurício e eu sou radicalmente contra qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo. Em se tratando de Seleção Brasileira, não tem espaço para profissionais homofóbicos. Acima de tudo preciso ter um time e não posso ter este tipo de polêmica no grupo. Não me refiro apenas ao elenco dos atletas. É geral, para todos os profissionais", declarou.

>>> Veja quem é o jogador de vôlei Douglas Souza, queridinho das redes sociais por sua espontaneidade e simpatia!

Douglas Souza

Querido nas redes sociais, Douglas Souza, que dividiu as quadras de Tóquio com Maurício, demonstrou satisfação com a demissão do ex-colega de seleção. "Homofobia não é opinião. Grande dia", disse Douglas, um dos principais nomes da comunidade LGBTQIA+ no esporte do Brasil da atualidade.

Douglas, inclusive, foi homenageado por Dal Zotto. "Ele se tornou uma grande referência para a comunidade LGBT e quer levantar esta bandeira. Eu acho legal e o apoio. O que posso dizer é que Douglas faz tudo de coração. Ele é exatamente como se mostra, espontâneo", disse o técnico.

Maurício Souza, jogador de vôlei, teve o contrato rescindido pelo Minas
Maurício Souza, jogador de vôlei, teve o contrato rescindido pelo Minas
Orlando Bento/Minas

Entenda o caso

Após a DC Comics anunciar que o próximo Super-Homem será bissexual, Maurício se revoltou e escreveu nas redes sociais: "Ah, é só um desenho, não é nada demais'. Vai nessa que vai ver onde vamos parar".

Após o comentário, o atleta recebeu uma enxurrada de críticas pela postura descriminatória. Patrocinadores do clube onde ele atuava pediram que ele apagasse a postagem e pedisse desculpas. No entanto, o jogador disse em vídeo que "seguirá defendendo o que acredita". Por isso, a situação ficou insustentável e o atleta teve o contrato quebrado.


Mais Lidas