Crime chocante

Assassinato de Daniella Perez completa 29 anos: Veja como está Guilherme de Pádua, que matou filha de Glória Perez, hoje em dia


De acordo com as investigações, ex-ator Guilherme de Pádua matou vítima para se vingar da sogra

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 16/11/2021 às 9:30
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Há 29 anos, o Brasil parou para acompanhar - atônito - um crime que parecia coisa de novela. Jovem e bonito naquela época, o ator Guilherme de Pádua, então galã do folhetim "De Corpo e Alma" matou friamente sua colega de trabalho, a atriz Daniella Perez, filha da autora da história, Glória Perez. O criminoso chegou a prestar condolências pela morte da vítima, mas logo foi preso com a então esposa. Veja como crime aconteceu e como Guilherme está hoje em dia:

O crime aconteceu no dia 28 de dezembro de 1992. De acordo com as investigações, o assassinato foi motivado por ganância e vingança. Insatisfeito com os rumos de seu personagem na novela, Guilherme acreditava que a culpada pela redução de aparições na novela seria a filha da autora, que também estava no elenco e com quem ele fazia par romântico. Para cometer o assassinato, o ex-ator recebeu ajuda da então esposa, Paula Thomaz.

Frio, depois do crime, Guilherme chegou a prestar condolências à Glória Perez e ao marido de Daniella, o ator Raul Gazola. Depois, a polícia chegou até ele por uma denúncia e ele foi preso. O crime chocou o país.

Como está Guilherme de Pádua hoje em dia?

Após sair da cadeia, Guilherme de Pádua se tornou pastor evangélico. Morando em Minas Gerais, ele virou líder de uma Igreja Protestante em Belo Horizonte. Nas redes sociais, o homem chegou a ter um perfil com 40 mil seguidores e fez até publicidade para uma clínica de estética.

Na vida pessoal, ele se casou novamente. Agora, com a maquiadora Juliana Lacerta. O casamento aconteceu em 2017. No YouTube, ela postou um vídeo sobre o casamento e rebatendo críticas. "Pensei em dissuadi-la a não mexer com isto, mas já apanhei da imprensa e não quero apanhar da patroa também", escreveu Guilherme na descrição do vídeo.

Apoiador de Bolsonaro

Guilherme e Juliana são apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. Em maio passado, eles foram a um evento pró-Bolsonaro em Brasília e declararam em um vídeo: "Estamos aqui no Congresso Nacional, agora estamos indo ali pra manifestação, né, em prol do Brasil. É isso mesmo, gente, o Brasil precisa mudar. Esses políticos corruptos, esses esquemas de tetas públicas, que o pessoal só fica explorando o povo brasileiro e o dinheiro, e as melhorias não chegam nas mãos do povo, não chegam na vida do povo. Se Deus quiser o Brasil vai mudar, não é meu amor?”.

Quase 30 anos após o crime, em novembro passado, após a HBO Max anunciar que vai produzir uma série sobre o caso, Guilherme de Pádua apagou um perfil no Instagram com 40 mil seguidores.

Glória Perez lembra crime

Nesta terça-feira, no aniversário de 29 anos do crime, a escritora Glória Perez foi ao Instagram lembrar da filha. "O tempo não ameniza nada. Nem a dor, nem a revolta pela impunidade dos assassinos. Sim, psicopatas não são figuras de ficção — eles estão entre nós. E ganância mata", escreveu. 


Mais Lidas