Previsões

O eclipse de hoje já passou? Ainda tem como ver? Ele afeta nossa vida até quando?


O eclipse lunar mais longo em 580 anos é o último de 2021

Com informações do JC Online
Com informações do JC Online
Publicado em 19/11/2021 às 8:27
Marcello Casal JrAgência Brasil
FOTO: Marcello Casal JrAgência Brasil
Leitura:

>> Fotos do eclipse de hoje, 19 de novembro: veja vídeos e fotos do eclipse lunar e saiba como foi o eclipse de hoje

Nesta sexta-feira, dia 19 de novembro de 2021, ocorreu o último eclipse lunar parcial do ano. O fenômeno foi o mais longo do século e pôde ser visto a olho nu de locais da Austrália, Américas do Norte e do Sul e parte da Ásia e Europa.

Para quem não soube ou estava dormindo, o fenômeno já foi perdido. O eclipse teve início por volta das 3h e seguiu até as 6h, mas não pôde ser observado em sua totalidade em todo o Brasil, pois a lua passou mais tempo visível apenas na Região Norte.

>> Eclipse lunar 'quase total', o mais longo desde 1440, aconteceu nesta sexta-feira (19); veja fotos

Ainda tem como ver?

Agora, as únicas formas de ver o eclipse são as fotos e vídeos registradas por quem conseguiu acompanhar e transmitir.

>> Como foi o eclipse de hoje, 19 de novembro? Veja vídeos e fotos do eclipse lunar de hoje, do começo ao fim

O eclipse segue afetando as nossas vidas, mesmo quando acaba?

Para os adeptos da astrologia, o fenômeno astronômico do eclipse lunar pode trazer alterações no cotidiano, que começam antes mesmo do fenômeno e seguem até depois. Quem acredita no poder dos astros garante que o eclipse pode intensificar situações e mudar direções.

>> O eclipse lunar e o horóscopo: veja como o fenômeno pode impactar o seu signo

Por causa disso, o momento deve ser cercado de imprevisibilidade, e também de descanso e autocuidado. O eclipse envolve a possibilidade de acontecimentos inesperados, reviravoltas e surpresas, assim como o aumento da sensibilidade, então, é preciso estar bem, saudável e preparado. As mudanças e situações mais intensas podem ser boas ou ruins, mas, de qualquer forma, cuidar da própria energia ajuda a passar por essas fases de forma tranquila.

Mudanças

Segundo a astrologia, as mudanças costumam começar algumas semanas antes e podem durar até algumas semanas depois do fenômeno. Essa tendência de acontecimentos inesperados pode impactar na vida cotidiana, devido a uma tensa quadratura em T que envolve Marte, Saturno e Urano. Por causa disso, fazer estratégias e evitar ações por impulso podem colaborar para atravessar o momento de forma tranquila.

Com a oposição entre Marte e Urano, o eclipse também incentiva a mudança, inclusive em questões financeiras. É necessário ainda ter cuidado com acidentes.

De acordo com o site Personare, o eclipse de 19 de novembro de 2021 é o primeiro no eixo Touro/Escorpião, que vai até outubro de 2023. A previsão é de que seja um período de concretizações e de realizações, também ligado ao material.

O fenômeno

O eclipse lunar escondeu 97% do satélite natural e foi o mais longo do século e em 580 anos. A Lua entrou na sombra externa da Terra por volta das 3h02, e o eclipse teve mais de 3 horas de duração.

De acordo com informações da agência espacial norte-americana (Nasa). No Brasil, o fenômeno pôde ser visto por cerca de 2h. Os horários variaram de acordo com a localização de cada estado.

Por que ocorrem os eclipses?

Os eclipses lunares ocorrem quando a Lua, o Sol e a Terra se alinham brevemente, bloqueando os raios solares que costumam chegar à superfície do satélite natural do planeta. Isso gera uma sombra, que encobre a Lua pouco a pouco. Na madrugada do dia 19, a sombra terrestre escondeu 97% da Lua Cheia, por isso, o fenômeno foi chamado de "eclipse parcial".

O satélite natural também ficou avermelhado, fenômeno conhecido como "Lua de Sangue". A tonalidade do vermelho depende da poluição, das nuvens e detritos na atmosfera da Terra. Quando um eclipse total ocorre logo após uma erupção vulcânica, por exemplo, as partículas na atmosfera fazem a Lua parecer mais escura do que o normal.


Mais Lidas