Saúde

RETINOBLASTOMA: O que é? Quais os sintomas? Entenda o câncer nos olhos da filha de Tiago Leifert


O Retinoblastoma é um câncer extremamente raro; pais devem ficar atentos a sinais nos olhos das crianças

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 29/01/2022 às 11:34
Notícia
Foto: Reprodução
O médico Vasco Bravo Filho irá apresentar os números atualizados da doença no estado e falar sobre o esquema de atendimento em meio ao surto - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

O apresentador de TV Tiago Leifert fez um importante alerta nas redes sociais. A filha dele, Lua de 1 ano  e 3 meses, está com um câncer infantil nos olhos chamado Retinoblastoma. Como explicado por Tiago e a esposa dele, os médicos alertam que este é um câncer raro e que acomete, principalmente, em crianças muito novas, que ainda não sabem expressar as dificuldades na visão. Por isso, os pais devem ficar atentos aos sinais. Nesta reportagem, conheça o câncer e descubra os principais sintomas.

"O retinoblastoma é um tipo raro de câncer ocular, mais comum em crianças e responde por 3% dos cânceres infantis, chegando a cerca de 400 casos por ano. Entre 60% e 75% dos casos de retinoblastoma são esporádicos, isto é, uma célula sofre mutação e passa a se multiplicar descontroladamente. Essa forma de retinoblastoma geralmente aparece em crianças com mais de 1 ano de idade", explica nota do site do Ministério da Saúde. 

De acordo com o Ministério da Saúde, existem três tipos de retinoblastoma:

"unilateral: afeta um olho e representa entre 60% e 75% dos casos. Destes, 85% são da forma esporádica da doença, e os demais são casos hereditários.;

bilateral: afeta os dois olhos, quase sempre é hereditário e costuma ser diagnosticado bem mais cedo que o unilateral;

PNET (tumor neuroectodérmico primitivo) ou retinoblastoma trilateral: ocorre quando um tumor associado se forma nas células nervosas primitivas do cérebro. Esse tipo só atinge crianças com retinoblastoma hereditário bilateral."

Sintomas de Retinoblastoma

- “olho de gato”: crianças com retinoblastoma desenvolvem uma área branca e opaca na pupila, que se chama leucocoria, causada pela reflexão da luz provocada pela doença. No Brasil, essa condição é popularmente conhecida como “olho de gato” e é facilmente visível em fotos tiradas com flash. A criança deve ser levada ao oftalmologista tão logo o fenômeno seja identificado, porque, mesmo que não seja um retinoblastoma, isso pode causar a perda da visão;
– problemas na movimentação do olho, como estrabismo;
– redução da visão em um olho;
– dor no olho;
– globo ocular maior que o normal;
– olho preguiçoso (ambliopia).

"Se você reparar que tem um movimento irregular no olho do bebê, se reparar que a criança está te olhando meio de lado, se reparar que ao tirar uma foto com flash volta um reflexo branco e não vermelho, vá imediatamente procurar um oftalmologista", pediu Tiago Leifert, no vídeo que anuncia o tratamento da filha.

"A gente nunca imaginou que algo estava atrapalhando a visão dela. Só que o Tiago começou a perceber um movimento estranho no olhinho da Lua", explicou a mãe de Lua, a também jornalista Daiana Garbin. "Era um movimento irregular", detalhou Tiago.

.

Tratamento de Retinoblastoma, o câncer ocular que acomete filha de Tiago Leifert

"Os tumores pequenos podem ser tratados com métodos especiais, como laserterapia e crioterapia, que permitem que a criança continue a enxergar normalmente. Nos casos mais avançados, pode haver a necessidade de retirada do olho (enucleação) e a criança pode precisar de quimioterapia e/ou radioterapia", explica o Ministério da Saúde. 

No caso de Lua, filha de Tiago Leifert, o câncer foi diagnosticado no "estágio E", o mais avançado, de acordo com o apresentador. A doença foi encontrada em outubro de 2021. De lá para cá, Lua já foi submetida a quatro sessões de quimioterapia. 

No vídeo do anúncio do câncer da filha, Tiago explicou que a menina está bem. "Ela enxerga bem pelo olho esquerdo, mas o olho direito é que precisa de mais atenção", explicou o apresentador. 

Comentários


Mais Lidas