FATALIDADE

Morre menina que teve perna arrancada em acidente com carro alegórico de escola de samba no Rio

Acidente com o carro alegórico aconteceu na última quarta-feira (20), no primeiro dia de desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 22/04/2022 às 13:16 | Atualizado em 22/04/2022 às 14:42
Notícia
JOAO GABRIEL ALVES / ESTADÃO CONTEÚDO
ACIDENTE Garota teve as pernas prensadas entre carro alegórico e poste - FOTO: JOAO GABRIEL ALVES / ESTADÃO CONTEÚDO
Leitura:

A menina Raquel Antunes da Silva, de 11 anos, que perdeu a perna após um grave acidente com carro alegórico da escola de samba Em Cima da Hora do Rio de Janeiro, faleceu no início da tarde desta sexta-feira (22). A menina foi imprensada por um poste e o carro abre-alas da agremiação. 

A menina estava internada em estado gravíssimo no Hospital Souza Aguiar, no Rio. Segundo o portal G1, funcionários da unidade informaram que a criança sofreu uma hemorragia interna.

O ACIDENTE

Raquel Antunes da Silva foi ao evento com a mãe. Mãe e filha estavam lanchando em uma praça, perto da Sapucaí, onde acontecem os desfiles.

Em certo momento, a menininha se afastou com dois amigos para olhar os carros alegóricos que estavam passando pela região. Em seguida, a mãe de Raquel foi avisada que a filha havia sido atropelada.

De acordo com os médicos, a menina teve as duas pernas esmagadas. O carro alegórico envolvido no caso era da escola de samba Em Cima da Hora. 

JUSTIÇA 

Por conta do grave acidente, a Justiça determinou que as escolas de samba façam escolta dos carros alegóricos até os barracões.

A decisão do juiz Sandro Pitthan Espíndola, da 1ª Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, acolheu o pedido do Ministério Público estadual.

CARNAVAL 2022: Conheça os sambas-enredos das escolas de samba do RJ e ordem dos desfiles

Comentários

Mais Lidas