COMPRAS

Usa Shopee, Shein ou AliExpress? Prepare o bolso! Governo quer aumentar preço nestes apps

A medida é uma reposta a um pedido de empresários brasileiros liderados por Luciano Hang, dono das Lojas Havan

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 04/05/2022 às 9:49 | Atualizado em 04/05/2022 às 9:56
Notícia
MARCELO APRÍGIO/SJCC
Shopee é uma das plataformas de compras mais conhecidas - FOTO: MARCELO APRÍGIO/SJCC
Leitura:

Se você costuma realizar compras por meio de aplicativos internacionais, como Shopee, AliExpress, Wish e Shein, prepare seu bolso!

Isso porque o governo federal prepara uma uma medida provisória para taxar produtos de baixo valor que são vendidos por essas plataformas.

Segundo a revista Exame, a medida é uma reposta a um pedido de empresários brasileiros liderados por Luciano Hang, dono das Lojas Havan.

A nova tributação mudaria a atual legislação, que taxa em alíquota única de 60% apenas os produtos que passam dos 50 dólares — o equivalente a cerca de R$ 250.

Nos cálculos feitos pelo Instituto Brasileiro de Gestão e Planejamento Tributário (IBGPT), e divulgado pela revista Exame, esta mesma regra valeria para produtos de qualquer valor.

SHOPPE E ALIXPRESS MAIS CARAS

Atualmente, as plataformas de marketplace internacionais assemelham-se às lojas duty free, também conhecidas como free shops, presentes nos aeroportos internacionais.

São um ambiente onde o consumidor final pode fazer compras sem ser tributado, dentro de um limite estabelecido pelo governo.

Comprar produtos do exterior por aplicativo deve se tornar mais burocrático, caro e demorado, retraindo a relação de consumo do brasileiro", avaliou Douglas Herrero, sócio-diretor do IBGPT.

"Talvez o custo-benefício para o serviço alfandegário e do fisco nem valha a pena, com maior volume de produtos de pequeno valor para classificar, controlar e fiscalizar”, completou.

Comentários

Mais Lidas