Fenômeno

CICLONE YAKECAN: Fenômeno deve provocar ventos fortes de até 110 km/h

O ciclone já causou o desaparecimento de uma pessoa e a morte de outra

Maria Luísa Fernandes
Maria Luísa Fernandes
Publicado em 17/05/2022 às 18:41 | Atualizado em 17/05/2022 às 19:56
Notícia
Reprodução/MetSul
Ciclone de rara intensidade e trajetória alcança o Rio Grande do Sul - FOTO: Reprodução/MetSul
Leitura:

O ciclone nomeado como "Yakecan" está cada vez mais próximo do Rio Grande do Sul e deve provocar fortes e surpreendentes ventos na região nesta terça-feira e quarta-feira (18). O InMet, Instituto Nacional de Meteorologia, classificou os riscos como alerta vermelho, o mais grave do sistema.

CICLONE YAKECAN

O ciclone já pode ser facilmente observado sobre o mar, estando cerca de 900 km do litoral do Rio Grande do Sul. O fenômeno acabou sendo classificado como "tempestade subtropical" e os ventos fortes podem chegar a 110 km/h.

Segundo informações divulgadas pelo MetSul, ao meio-dia desta terça-feira (17), as rajadas de vento no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, atingiram até 72 km/h. Em outros pontos da cidade, o vento estava ainda mais forte, com rajadas de 80 km/h a 90km/h.

Luiz Fernando Nachtigall, meteorologista, alertou sobre a gravidade do Ciclone Yakecan:

"Estamos com rajadas por vezes intensas apenas com a aproximação de Yakecan, mas será principalmente na noite de hoje que teremos as rajadas mais intensas e com maior potencial de danos e transtornos para a população como falta de luz".

CICLONE CAUSA MORTE E DESAPARECIMENTO

Em Porto Alegre, por causa dos ventos fortes um barco com quatro pescadores acabou naufragando e deixou uma das pessoas desaparecidas. No Uruguai, um homem de 24 anos acabou morrendo após uma palmeira cair no telhado de sua casa.

Um vizinho relatou que chegou a escutar o barulho, saiu de casa para ajudar, mas já era tarde demais: "Encontrei outros vizinhos que estavam procurando uma maneira de tirá-lo, sua esposa fugiu e foi salva".

IMAGENS DE SATÉLITE DO CICLONE YAKECAN

Comentários

Mais Lidas