Grande Recife

Movimentos de luta por moradia realizam atos no Recife nesta segunda

A concentração dos protestos acontece no Marco Zero, na tarde desta segunda-feira (7)

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 07/10/2019 às 14:18
Leo Motta/Arquivo JC Imagem
FOTO: Leo Motta/Arquivo JC Imagem
Leitura:

Movimentos sociais de luta por moradia realizam, nesta segunda-feira (7), atos devido ao Dia Mundial dos Sem Teto. Em Pernambuco, o Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) e a Organização e Luta dos Movimentos Populares de Pernambuco (OLMP) ocuparam três terrenos no Recife, Paulista e Olinda, no Grande Recife. Além disso, os integrantes dos movimentos farão um protesto, na tarde desta segunda, com concentração a partir das 13h, no Marco Zero, no bairro do Recife Antigo.

De acordo com Paulo André, do MNLM, a ocupação dos terrenos não tem data para ser encerrada. "Nós queremos denunciar o desmonte do 'Minha Casa, Minha Vida, a nível nacional. Esse desmonte começou no governo Temer e radicalizou mais através do ministro Paulo Guedes. A gente não tem nenhuma perspectiva de contratação de novos projetos. A gente tem um déficit de oito milhões de brasileiros sem teto. Em Pernambuco, são 400 mil", afirma. Segundo ele, as manifestações acontecem também porque existem obras paralisadas do projeto.

A repórter Marcela Maranhão conversou com Lídia Brunis, coordenadora da União Nacional por Moradia Popular, que deu detalhes sobre os objetivos do movimento e as suas pautas de reivindicações.

Ouça:

Mais Lidas