Notícia | PATROCINADO

Corrida da Galinha e Feira de Avicultura movimentam São Bento do Una


A 20ª edição da Corrida da Galinha começa nesta quarta-feira (2) e segue até o dia 6 de agosto

Publicado em 02/08/2017, às 06:00

Rádio Jornal

Foto: Divulgação

Uma corrida diferente chama atenção no Agreste pernambucano. No lugar de pilotos em carros potentes, criadores tangendo galinhas. O ronco dos motores é substituído pelo cacarejo. Em vez de uma pista de corrida, um “Galinhódromo”. O pit stop dá lugar ao “pinto stop”. A Corrida da Galinha atrai todos os anos milhares de curiosos para São Bento do Una, a 210 km do Recife. Em sua 20ª edição, a festa começa nesta quarta-feira (2) e segue até o dia 06 de agosto, no Parque de Exposições Eládio Porfírio de Macedo.

A competição tem um formato bem semelhante ao de uma prova de Fórmula 1. Na sexta-feira (4) e no sábado (5) serão feitos os treinos classificatórios. No domingo (5), pela manhã, os animais correm para definir o grid de largada. Os vencedores serão conhecidos à tarde, depois da grande final. As inscrições para a corrida são feitas no local. Os turistas interessados em participar de última hora podem alugar uma ave no local.

As corridas são feitas em uma área ampla, com uma pista de terra protegida por uma tela, tudo para garantir mais segurança para os animais e seus criadores. Os animais são divididos nas categorias galinha e galo e competem em dois tipos de circuito. O Galinhódromo tem capacidade para receber cinco mil pessoas.

Além das corridas, o público vai acompanhar um concurso de fantasias para galos, escolher a melhor imitação de uma galinha e ainda participar da competição para ver quem consegue comer no menor tempo possível um frango assado e ovos cozidos.

A festa terá ainda shows de nomes conhecidos, todos gratuitos. Na sexta-feira, a animação fica por conta de Márcia Fellipe e Mano Walter. As atrações do sábado são Tatau (ex-Araketu), Paredão Grupo Gaiattos, Asas da América e Forró Vumbora. O grupo Marreta é Massa e Jonas Esticado encerram a programação, no domingo. A expectativa é que cerca de 200 mil pessoas passem pela cidade, durante os cinco dias de evento.



Feira e rodada de negócios

Foto: Divulgação

A Corrida da Galinha não é realizada por acaso em São Bento do Una. A cidade é responsável, juntamente com outros municípios da região, pela maior parte da produção de aves e ovos de Pernambuco. São 16,5 milhões de quilos de corte de frango por mês e cinco milhões de ovos por dia, de acordo com a Associação Avícola de Pernambuco (Avipe).

“Quando a gente fala que a região de São Bento do Una é a maior produtora, nós estamos falando em Lajedo, Garanhuns, Belo Jardim e as cidades circunvizinhas. Isso quer dizer que eles produzem o equivalente a 50% da produção de ovos e 35% da produção de frango de corte de Pernambuco”, explica o presidente da Avipe, Edival Veras.

“Por mês, são injetados quase R$ 5 milhões na economia do município, só com o pagamento de funcionários de carteira assinada que trabalham na avicultura. Fora a economia indireta que gira em torno da cidade”, explica a prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida.

É durante a programação da Corrida da Galinha que acontece também a 2ª edição da Feira de Avicultura do Nordeste (Aviuna). O objetivo é debater temas importantes para o fortalecimento do setor avícola e da coturnicultura, a produção de codornas. Uma feira de negócios vai reunir expositores nacionais e empresas multinacionais e a expectativa é movimentar mais de R$ 10 milhões.

“A Aviuna surgiu de uma parceria feita pela Avipe em conjunto com a Prefeitura de São Bento do Una. A ideia é aumentar o intercâmbio entre as empresas produtoras, falar sobre sanidade e novas tecnologias, além de alinhar uma perspectiva de produção para Pernambuco”, diz Edival Veras.


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Corrida da Galinha e Feira de Avicultura movimentam São Bento do Una



Publicado em 02/08/2017, às 06:00


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Uma corrida diferente chama atenção no Agreste pernambucano. No lugar de pilotos em carros potentes, criadores tangendo galinhas. O ronco dos motores é substituído pelo cacarejo. Em vez de uma pista de corrida, um “Galinhódromo”. O pit stop dá lugar ao “pinto stop”. A Corrida da Galinha atrai todos os anos milhares de curiosos para São Bento do Una, a 210 km do Recife. Em sua 20ª edição, a festa começa nesta quarta-feira (2) e segue até o dia 06 de agosto, no Parque de Exposições Eládio Porfírio de Macedo.

A competição tem um formato bem semelhante ao de uma prova de Fórmula 1. Na sexta-feira (4) e no sábado (5) serão feitos os treinos classificatórios. No domingo (5), pela manhã, os animais correm para definir o grid de largada. Os vencedores serão conhecidos à tarde, depois da grande final. As inscrições para a corrida são feitas no local. Os turistas interessados em participar de última hora podem alugar uma ave no local.

As corridas são feitas em uma área ampla, com uma pista de terra protegida por uma tela, tudo para garantir mais segurança para os animais e seus criadores. Os animais são divididos nas categorias galinha e galo e competem em dois tipos de circuito. O Galinhódromo tem capacidade para receber cinco mil pessoas.

Além das corridas, o público vai acompanhar um concurso de fantasias para galos, escolher a melhor imitação de uma galinha e ainda participar da competição para ver quem consegue comer no menor tempo possível um frango assado e ovos cozidos.

A festa terá ainda shows de nomes conhecidos, todos gratuitos. Na sexta-feira, a animação fica por conta de Márcia Fellipe e Mano Walter. As atrações do sábado são Tatau (ex-Araketu), Paredão Grupo Gaiattos, Asas da América e Forró Vumbora. O grupo Marreta é Massa e Jonas Esticado encerram a programação, no domingo. A expectativa é que cerca de 200 mil pessoas passem pela cidade, durante os cinco dias de evento.

Feira e rodada de negócios

[IMAGEM2]

A Corrida da Galinha não é realizada por acaso em São Bento do Una. A cidade é responsável, juntamente com outros municípios da região, pela maior parte da produção de aves e ovos de Pernambuco. São 16,5 milhões de quilos de corte de frango por mês e cinco milhões de ovos por dia, de acordo com a Associação Avícola de Pernambuco (Avipe).

“Quando a gente fala que a região de São Bento do Una é a maior produtora, nós estamos falando em Lajedo, Garanhuns, Belo Jardim e as cidades circunvizinhas. Isso quer dizer que eles produzem o equivalente a 50% da produção de ovos e 35% da produção de frango de corte de Pernambuco”, explica o presidente da Avipe, Edival Veras.

“Por mês, são injetados quase R$ 5 milhões na economia do município, só com o pagamento de funcionários de carteira assinada que trabalham na avicultura. Fora a economia indireta que gira em torno da cidade”, explica a prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida.

É durante a programação da Corrida da Galinha que acontece também a 2ª edição da Feira de Avicultura do Nordeste (Aviuna). O objetivo é debater temas importantes para o fortalecimento do setor avícola e da coturnicultura, a produção de codornas. Uma feira de negócios vai reunir expositores nacionais e empresas multinacionais e a expectativa é movimentar mais de R$ 10 milhões.

“A Aviuna surgiu de uma parceria feita pela Avipe em conjunto com a Prefeitura de São Bento do Una. A ideia é aumentar o intercâmbio entre as empresas produtoras, falar sobre sanidade e novas tecnologias, além de alinhar uma perspectiva de produção para Pernambuco”, diz Edival Veras.