Eleições 2022

LULA quer reduzir preço do gás de cozinha nos seis primeiros meses, se eleito; veja quanto PT quer que custe o botijão

A ideia de Lula é reduzir o valor do gás de cozinha já nos primeiros seis meses do mandato, se for eleito presidente, dizem assessores do petista

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 26/07/2022 às 8:39 | Atualizado em 26/07/2022 às 8:40
Notícia
Divulgação
Lula é o candidato do PT - FOTO: Divulgação
Leitura:

Se eleito presidente, Lula (PT) promete que nos primeiros meses de mandato, no ano que vem, vai atacar um dos itens que mais tem comprometido o orçamento das famílias: o gás de cozinha

Neste mês de julho de 2022, por exemplo, um botijão de gás de cozinha está custando, em média, R$ 112,19 no Brasil, segundo a Agência Nacional de Petróleo (ANP). Em março, chegou a custar R$ 150. 

Em entrevista à Folha de São Paulo, o senador Jean Paul Prates (PT-RN), que participa da equipe dá área de petróleo e gás da campanha de Lula, disse que, se eleito, o petista quer diminuir o valor do gás de cozinha logo no primeiro semestre de 2023. 

Quanto o gás de cozinha vai valer, caso Lula seja eleito?

O senador petista previu que, com mudanças propostas pela equipe de Lula, é possível que o preço do gás de cozinha seja reduzido para R$ 70.

.

O que será feito para reduzir o valor do gás de cozinha?

Atualmente, a Petrobrás modifica os valores do gás de cozinha e dos combustíveis com base na comercialização internacional. 

O PT propõe algo diferente: que seja realizada uma média entre o produto importado e o que é produzido no Brasil. Além disso, também estuda que recursos do Tesouro Nacional sejam usados para subsidiar uma redução nos preços. 

"Tem que ser um modelo híbrido, que misture o preço de referência internacional e também a estrutura de custos locais", disse Prates à Folha de São Paulo

Comentários

Mais Lidas