Novela Pantanal

Velho do Rio na novela Pantanal, Osmar Prado conta o processo de composição do personagem: "Busquei dentro de mim"

Caracterização envolve carregar uma capa de 5kg e até a reclusão para compreender melhor o personagem

Ana Roberta Amorim
Ana Roberta Amorim
Publicado em 30/03/2022 às 15:58
Notícia
DIVULGAÇÃO
Osmar Prado é o Velho do Rio na nova versão da novela Pantanal - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Aos 74 anos, Osmar Prado já interpretou inúmeros personagens marcantes na história das novelas brasileiras. Mas isso não o fez ficar menos surpreso ao receber o convite para fazer parte do elenco da nova versão da novela Pantanal, da TV Globo, na pele do personagem Velho do Rio.

"A surpresa de eu ter sido convidado para fazer o Velho do Rio foi muito grande. O Papinha [Rogério Gomes, diretor da novela] me ligou, eu não estava acreditando. Coincidente quando ele me convidou, eu estava meio caracterizado [a barba comprida] por causa da pandemia", relembra.

E não só a barba foi usada como um elemento verdadeiro na composição do Velho do Rio de Osmar Prado. "A caracterização é acentuar as rugas que adquiri ao longo dos 74 anos de vida, não dura mais de cinco, dez minutos [para fazer a maquiagem]", conta. "Nem os pelos da orelha eu tenho cortado", diz.

Para compor o personagem, Osmar Prado ainda precisa vestir uma capa de 5kg, na qual foi usada cera de abelha e terra, a fim de dar o aspecto envelhecido. "A solução foi criar uma espécie de mochila sob o tórax", revela.

A relação consigo mesmo

Mas como qualquer personagem, a criação dele não se dá apenas sob o aspecto físico, mas também internamente. Para Osmar Prado, essa construção foi gradativa.

"O Velho do Rio é independente, ele tem citações que lhe dá uma espécie de reclusão, ele aparece pouco, mas quando aparece tem um significado muito grande. A razão de tudo é o desaparecimento de Joventino (Irandhir Santos). Busquei o personagem dentro de mim, fiz um mergulho interno, não foi fácil, isso mexe muito comigo, com o meu dia a dia. Quando fui no Pantanal, fiquei mais recluso", relata.

A relação com a natureza

A existência do Velho do Rio também está intimamente ligada à mensagem de preservação da natureza que a novela Pantanal deseja passar.

"A luta pela preservação do meio ambiente, dos interesses, da ganância do homem, da defesa da água. Nós estamos numa sociedade dramaticamente enferma e todos nós estamos negociados pela ganância", observa Osmar Prado.

E essa composição do personagem reflete diretamente na forma de enxergar o mundo do próprio ator, como ele mesmo conta.

"Não é fácil representar o Velho do Rio, é um personagem que diz 'não tenho mais nada de mim nessa vida', a liberdade é não ter nada. Nós vivemos numa sociedade que é preciso ter tudo e ele não tem nada, tem ele, tem seu amor, empatia, sua leveza e a justiça. De repente posso exercitar dentro de mim, uma simplicidade que eu não tenho e posso demonstrar através da minha arte", reflete.

Veja o que vai acontecer no capítulo desta quarta-feira (30)

Participe da enquete

Comentários

Mais Lidas