Será?

CASO DANIELLA PEREZ: Alexandre Frota diz que podia ter evitado morte: 'estaria viva'

Alexandre Frota disse que poderia ter evitado assassinato de Daniella Perez; veja por quê

Pedro Oliveira
Pedro Oliveira
Publicado em 01/08/2022 às 22:56
TV Globo/Reprodução
Alexandre Frota iria interpretar par romântico com Daniella Perez, mas foi impedido - FOTO: TV Globo/Reprodução
Leitura:

Em entrevista ao Splash, do UOL, Alexandre Frota fez um grande desabafo ao comentar a morte de Daniella Perez, assassinada por Guilherme de Pádua e Paula Thomaz em dezembro de 1992. A declaração foi chocante. 

Isso porque Alexandre Frota afirmou que poderia ter impedido a morte precoce de Daniella Perez. O ator era cotado para fazer o papel de "Bira" na novela "De Corpo e Alma", mas terminou recusando o convite. 

.

"Sempre falo para as pessoas: se eu tivesse feito a novela, a história teria sido diferente", desabafou Alexandre Frota emocionado.

Por causa disso, Guilherme de Pádua - assassino confesso de Daniella Perez - terminou assumindo o papel do personagem, que contracenava com Yasmim, personagem da filha de Glória Perez na trama. 

“Daniella estaria viva, e nada disso teria acontecido. Infelizmente, vários fatos ocorreram, e o Guilherme acabou fazendo esse personagem e cometendo esse crime brutal, esse assassinato que até hoje não dá para aceitar”, declarou Alexandre Frota, que atualmente é deputado federal

GUILHERME DE PÁDUA FEZ TATUAGEM NO PÊNIS

A série Pacto Brutal - O Assassinato de Daniella Perez traz à tona um fato um tanto curioso: dez dias antes de praticar o crime, Guilherme de Pádua e Paula Thomaz tatuaram juntos o nome um do outro em suas respectivas regiões íntimas. 

Guilherme de Pádua tatuou o nome de Paula Thomaz em seu pênis e a assassina fez o nomes com o nome do então marido em sua virilha. 

Sem mostrar as imagens, a série ressalta que Guilherme de Pádua quis mostrar a tatuagem aos policiais quando foi preso. Assim, ele queria "provar seu amor" por Paula Thomaz.

ARMA DO CRIME; DANIELLA PEREZ

Ao contrário do que se era propagado na época, a arma usada por Guilherme de Pádua e Paula Thomaz não foi uma faca ou tesoura

A arma do crime foi um punhal, como revela os desdobramentos das investigações. A tese de que a arma do crime teria sido uma tesoura foi apresentada pelas defesas de Guilherme de Pádua e Paula Thomaz. 

Isso porque as defesas queriam sustentar a ideia de que o assassinato de Daniella Perez seria um crime passional (que acontece ao acaso).


DANIELLA PEREZ MORREU COM QUANTOS ANOS

Aos 22 anos, Daniella Perez foi brutalmente assassinada, com diversas facadas.

HBOMAX: assista ao trailer do documentário que conta o assassinato de Daniella Perez

COMO FOI A MORTE DE DANIELLA PEREZ? ATRIZ FOI ASSASSINADA

Daniella Perez foi assassina com 18 facadas. Os acusados e condenados pelo crime foram Guilherme de PáduaPaula Thomaz. Na época, os dois eram casados.

.

Reprodução/ Instagram
Guilherme de Pádua se tornou o responsável pelo assassinato de Daniella Perez - Reprodução/ Instagram

COMO DANIELLA PEREZ E GUILHERME DE PÁDUA SE CONHECERAM?

Em 1992, durante as gravações da novela De Corpo e Alma, Daniella Perez - que interpretava a personagem Yasmin - vivia par romântico com o personagem vivido por Guilherme de Pádua.  

SÉRIE SOBRE DANIELLA PEREZ

De acordo com as investigações, o assassinato de Daniella Perez aconteceu depois da gravação de uma cena em que Yasmin e Bira se separam. Na época, Guilherme de Pádua acreditava que seu papel estava sendo desprezado por causa de Daniella.

.

COMO MATARAM DANIELLA PEREZ?

Ainda segundo a polícia, Guilherme de Pádua, após a gravação do dia 28 de dezembro de 1992, encontrou a filha de Glória Perez na saída do estúdio de gravação. Nesse momento, Paulo Thomaz estava escondida no banco de trás do carro. 

Daniella Perez ficou desacordada ao levar um soco de Guilherme de Pádua. Ela foi colocada no banco de trás do veículo e levada até um terreno baldio na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

No local, a filha de Gloria Perez foi apunhalada mais de 18 vezes, e teve órgãos como pulmão e coração atingidos.

GUILHERME DE PÁDUA CONFESSA E É CONDENADO

Guilherme confessou o crime ao ser confrontado com as provas. Ele foi condenado a 19 anos, enquanto Paula foi a 18 anos e 6 meses. 

Quem matou Daniella Perez?

No dia 28 de dezembro de 1992, Daniella Perez foi assassinada por Guilherme de Pádua e sua então esposa, Paula Thomaz.

Guilherme, ao ser confrontado com as provas, admitiu o crime. Ele foi condenado a 19 anos. Já Paula teve a pena de 18 anos e 6 meses. Ambos passaram apenas 7 anos presos e logo entraram para o regime de liberdade condicional.

Reprodução/ Instagram
Maurício Mattar acusa Guilherme de Pádua de cometer assédio nos bastidores - FOTO:Reprodução/ Instagram

Mais Lidas