NÁUTICO

Jogadores do Náutico querem conquistar título da Série C com vitória


O Náutico decide a taça da Terceirona neste domingo (6)

Publicado em 02/10/2019 às 13:00
Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
FOTO: Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Leitura:
Náutico venceu com gols de Lucas Hulk (contra), zagueiro Camutanga e volante Jonathan
Náutico construiu um bom resultado no primeiro jogo da final.
Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem

Dentro dos Aflitos, no primeiro jogo da final da Série C, o Náutico conseguiu uma boa vantagem na disputa pelo inédito título nacional. Ao bater o Sampaio Corrêa por 3×1, o Timbu pode até perder por um gol de diferença que ainda assim fica com a taça. Apesar do primeiro resultado positivo, o discurso do elenco alvirrubro é de cautela, pregando respeito ao time adversário.

“A gente sabe que construiu um bom resultado, mas é futebol, vamos ter um jogo muito difícil na casa deles, temos que manter o nosso foco, manter o trabalho que está sendo feito. Temos um resultado muito bom, mas temos que ir para vencer, com a equipe que a gente tem, temos que entrar para vencer sempre. Estamos com a cabeça tranquila, com os pés no chão, para que a gente possa comemorar o título depois dos 90 minutos”, destacou o jogador.

O jogador alvirrubro ainda destacou o retrospecto do Náutico na temporada, que não perdeu nenhum jogo por três gols de diferença no ano. “É importante isso, conseguimos um resultado bom dentro de casa e o nosso intuito é de não tomar gol. Vamos entrar para não tomar gol, porque sabemos que se não tomarmos gol seremos campeões. Vamos trabalhar para vencer o jogo e é sempre bom manter esse retrospecto e não perder por três gols de diferença, melhor ainda é não levar gol”, disse.

Melhora

Jean Carlos aproveitou também para fazer uma cobrança pessoal. Destaque na reta final da Série C, chamando a responsabilidade nos últimos, o camisa 10 alvirrubro não conseguiu repetir as boas atuações no primeiro jogo da final. Ausente dos treinamentos da última semana por conta de uma lesão muscular, o jogador disse que o período sem treinar não pode servir de desculpa. Recuperado e bem fisicamente, Jean Carlos espera voltar a ser decisivo.

“Não tem que dar desculpa nenhuma. Na minha opinião foi um jogo abaixo meu, eu sou o meu maior crítico da minha carreira. Não gostei do jogo que fiz, não tenho que dar desculpa, se eu tava dentro de campo é porque estava em condições de jogar, o trabalho foi bem feito na fisioterapia, estava apto a jogar. É claro que uma semana sem treinar faz diferença, mas não é desculpa, tinha que ter ido melhor no jogo. Agora é trabalhar forte durante a semana, estou 100% recuperado”, concluiu.


Mais Lidas