Balanço das Notícias

Ednaldo Santos

access_time

18:00

A Hora do Ângelus

Ave Maria

access_time

18:05

Bola Rolando

Ednaldo Santos

Balanço das Notícias

Ednaldo Santos

access_time

18:00

A Hora do Ângelus

Ave Maria

access_time

18:05

Bola Rolando

Ednaldo Santos

search close
Esposa e filho de médico voltam à cena do crime para reconstituição
O cardiologista Denirson Paes da Silva foi morto e esquartejado - Foto: Reprodução/ Facebook
ALDEIA

Esposa e filho de médico voltam à cena do crime para reconstituição

Segundo o inquérito da investigação, o médico Denirson Paes foi assassinado no dia 31 de maio em sua casa, localizada num condomínio de luxo em Aldeia

Atualizado às 9h36

O novo capítulo do caso do médico Denirson Paes está marcado para a manhã desta sexta-feira (14). Após 45 dias do crime, que tem como acusados de autoria o filho da vítima, Danilo Paes, e a esposa do cardiologista, a farmacêutica Jussara Paes, voltam à cena do crime juntos em um condomínio de luxo em Aldeia, em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, para a reconstituição do assassinato.

A famacêutica Jussara Paes confessou a autoria do crime, alegando ter cometido o crime por ciúmes, após descobrir uma relação extraconjugal da vítima. No local do crime, a polícia quer justamente confrontar o depoimento dela que diz inocentar o filho da participação.

Na chegada à delegacia, Danilo apelou à imprensa por sossego. "Deixem minha vida em paz, por favor". Saiba mais na reportagem de Rafael Carneiro:

A reprodução simulada do assassinato do médico Denirson Paes da Silva, 54, está prevista para começar por volta das 11h, no condomínio Torquato Castro, km 13, Aldeia, Camaragibe. Ao todo, serão nove peritos participando da simulação, que será toda filmada pela Polícia Civil.

A delegada Euricélia Nogueira que conduzirá a reconstituição, uma vez que Carmen Lúcia, responsável pela investigação, está de férias.

Os principais suspeitos do crime, a farmacêutica Jussara Paes, 55, e o filho mais velho do cardiologista, Danilo Rodrigues, 23, estão neste momento prestando um novo depoimento à polícia.

Jussara chegou às 8h na delegacia de Camaragibe, e Danilo chegou perto das 8h30. Os dois serão ouvidos separadamente e só após o interrogatório que começará a reconstituição.

Saiba mais sobre a reconstituição do crime na matéria de Leandro Oliveira:

Inquérito

A polícia concluiu o inquérito e apresentou os detalhes no dia 31 de agosto que investigou a morte do médico Denirson Paes, encontrado esquartejado dentro de uma cacimba no condomínio onde morava, em Aldeia, Camaragibe, no Grande Recife. A esposa e o filho dele, apontados como principais suspeitos do crime, foram indiciados por homicídio triplamente qualificado, por motivo fútil, sem chance de defesa e meio cruel, e por ocultação de cadáver.

De acordo com o inquérito da investigação da delegada Carmem Lúcia, o cardiologista foi assassinado no dia 31 de maio, dentro de casa. Primeiro, ele foi atingido por uma pancada na cabeça, depois foi asfixiado e teve o corpo levado para a piscina, onde foi esquartejado e jogado em uma cacimba com metralhas.

Presa, Jussara nega ter matado o marido
Presa, Jussara confessou ter matado o marido
Reprodução/ TV Jornal

Relembre o crime 

O cardiologista Denirson Paes da Silva, de 54 anos, foi visto pela última vez no dia 31 de maio chegando em sua residência. No dia 20 de junho, a esposa do médico havia registrado um boletim de ocorrência relatando o desaparecimento dele. Após investigações, a polícia desconfiou de Jussara e do filho mais velho do casal, Danilo Paes, e solicitou um mandado de busca e apreensão no condomínio onde a família morava. Lá, foram encontrados os restos mortais do cardiologista, no dia 4 de julho.

No dia 5 de julho foi decretada a prisão temporária dos dois. Jussara segue na Colônia Penal Feminina do Bom Pastor e o filho mais velho, Danilo Paes, de 23 anos, também acusado do crime, está no Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel).

Após inicialmente ter negado, a farmacêutica Jussara Paes Rodrigues, de 55 anos, confessou, em depoimento à Polícia, o assassinato e ocultação do cadáver do cardiologista Denirson Paes. Ela afirmou que fez tudo sozinha e sem a ajuda do filho mais velho do casal, Danilo, de 23 anos.


COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.