Tráfico

Cocaína apreendida em Olinda era traficada via Correios, apontam investigações


Cerca de 23 quilos de cocaína pronta para consumo e 37 quilos de insumo para fabricação da droga foram apreendidas num estabelecimento de fachada

Julio Cirne
Julio Cirne
Publicado em 14/12/2018 às 16:44
Divulgação/PMPE
FOTO: Divulgação/PMPE
Leitura:

Quatro suspeitos de manterem um laboratório para produção de cocaína no Grande Recife passam por audiência de custódia na tarde desta sexta-feira (14). O grupo foi preso nessa quinta (13), depois que policiais militares descobriram drogas e ferramentos para fabricação do entorpecente num estabelecimento localizado no bairro de Ouro Preto, em Olinda, na Região Metropolitana.

Na ação foram presos Edimilson Ricardo Bezerra Júnior, 27 anos, Marcos Vinícius Silva Ribeiro (25), Valdomiro Bezerra da Silva Neto (22) e Zeus Marinho de Freitas (28). Eles são suspeitos pelos crimes de tráfico e fabricação de entorpecentes, além de associação criminosa. Nenhum dos suspeitos possui antecedentes criminais.

No total, foram encontrados 23 quilos de cocaína pronta para o consumo e 37 quilos de insumos para a fabricação da droga. Segundo apontam as investigações, a droga possivelmente era traficada pelos Correios, o que fez com que a Polícia Federal (PF) assumisse o caso.

O chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro, explica que, pelas características apresentadas pela droga, a cocaína estava com alto grau de pureza e possivelmente é originária da Bolívia. Confira todos os detalhes na reportagem de Felipe Rocha.

Ouça:


Mais Lidas