FATALIDADE

Funcionário de terceirizada da Celpe morre após sofrer choque elétrico


O jovem de apenas 20 anos estava realizando uma manutenção em fios de alta tensão quando sofreu o choque elétrico

Atualizado às 14h04
Atualizado às 14h04
Publicado em 14/07/2019 às 12:30
Reprodução/Rádio Jornal
FOTO: Reprodução/Rádio Jornal
Leitura:

Um auxiliar de eletricista faleceu aos 20 anos vítima de um choque elétrico no momento em que fazia uma manutenção em fios de alta tensão, neste sábado (13). O corpo de Nilton César da Silva Santos aguarda liberação do Instituto de Medicina Legal (IML) no bairro de Santo Amaro, na área central do Recife, neste domingo (14). O sepultamento ocorrerá no cemitério de Carpina, na Zona da Mata Norte do Estado.

Nilton estava no meio do expediente de trabalho realizando uma manutenção na Rua da Colônia, no bairro do Pilar, na Ilha de Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife, quando recebeu a descarga elétrica.

O rapaz trabalhava há quase dois anos na empresa que presta serviço a Celpe. No momento do ocorrido, ele usava equipamento de segurança. Mas, de acordo com a família, o funcionário não tinha autorização para subir em poste já que ele teria sido contratado apenas para dar suporte ao eletricista.

Após o choque, o funcionário ainda foi socorrido para uma unidade de atendimento, mas não resistiu a uma parada cardíaca.

Empresa não se pronunciou

A prestadora de serviço ainda não se pronunciou sobre o caso. Mas, no IML , funcionários da terceirizada, que não quiseram gravar entrevista, afirmaram que a rede elétrica onde a equipe estava trabalhando estava desligada e que a descarga elétrica pode ter partido de fios de telefone que estariam amarrados a alguma ligação clandestina.

Nota da Celpe

Por meio de nota, a Celpe confirmou que identificou que a descarga elétrica foi provocada por uma rede de internet energizada por ligação clandestina. A concessionária desligou a ligação ilegal.

Confira a nota completa da Celpe:

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) esclarece que a apuração preliminar do acidente, no sábado, em Itamaracá, identificou que a ocorrência foi provocada por uma rede de internet energizada por ligação clandestina.

A concessionária desligou a ligação ilegal e aditará as informações ao Boletim de Ocorrência para que a autoridade policial adote as medidas necessárias.

A Celpe reforça que ligação clandestina é crime, prejudica o fornecimento e, sobretudo, coloca em risco a vida de pessoas.

A Companhia Energética de Pernambuco lamenta o falecimento do colaborador da empresa prestadora de serviços Ezentis, Nilton César da Silva Santos. O eletricista foi socorrido com vida para o hospital, mas não resistiu. A Celpe informa que está prestando o auxílio necessário.

Investigação policial

Segundo a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado para apurar a causa jurídica da morte do jovem.

Confira a nota completa:

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar a causa jurídica da morte de Nilton Cézar da Silva Santos, de 20 anos, ocorrida na tarde deste sábado (13), no centro de Itamaracá. A vítima foi socorrida após receber uma descarga elétrica, quando estava trabalhando, mas veio à óbito. O caso será investigado pela Delegacia de Itamaracá.


Mais Lidas