DESCASO

Um mês após deslizamento de barreira, moradores seguem sem água e respostas


Deslizamento de barreira no bairro de Dois Unidos, no Recife, deixou sete pessoas mortas, no dia 24 de dezembro de 2019

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 24/01/2020 às 18:14
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Na casa que foi parcialmente atingida após deslizamento de barreira no Córrego do Morcego, em Dois Unidos, na Zona Norte do Recife, restam apenas lembranças de quem sobreviveu à tragédia que deixou sete mortos, há um mês.

O neto da senhora Jacira, Emanuel Henrique de França, 25 anos, a esposa dele, Ericka Virgínia, de 19, e o filho do casal, o pequeno Érick, de apenas dois meses, foram atingidos quando a barreira desabou. Todos morreram soterrados. “Dói muito porque eu gostava muito do meu neto. Eu amava muito ele. E o meu bisneto, meu Deus, nem se fala. E a minha nora dizia que tinha duas sogras. Vou fazer o que?”, desabafou.

Um mês após a tragédia, a família de Emanuel continua na espera por respostas. A mãe dele, Alexandra de França, se sente esquecida e desamparada. “A gente fica sem saber de nada, ninguém vem aqui falar com a gente. Um aparte de mim morreu, eu não tenho mais vida. Meus filhos são tudo para mim”, contou a mulher.

Moradores ainda sem água

O medo de uma nova tragédia é constante e os moradores da área continuam sendo abastecidos por carro-pipa. “É humilhante a gente ainda viver assim se humilhando para pedir água, para ter água, para saber uma resposta que é de direito da gente saber”, denunciou a mulher.

No momento do deslizamento da barreira, não chovia. Moradores acreditam que um vazamento no cano mestre que abastece a área pode ter causado a tragédia.

A Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos informou que o laudo solicitado pelo governo só será concluído no dia 30 deste mês. A Polícia Civil também não divulgou o resultado do laudo do Instituto de Criminalística e que vai nortear as investigações sobre o caso.

Relembre o caso

O deslizamento aconteceu na véspera do Natal, no dia 24 de dezembro de 2019, e deixou sete pessoas mortas. No momento da tragédia não chovia na região, devido a isso se acredita que o deslizamento aconteceu após o vazamento de um cano de água, por volta das 2h30, na Rua Bela Vista, no Córrego do Morcego, em Dois Unidos. Duas casas foram atingidas, uma completamente e outra ficou parcialmente destruída.

As vítimas fatais foram: Emanuel Henrique de França, de 25 anos, Érika Virgínia, 19, Érick Júnior, dois meses, Lucimar Alves, 50, Daffyne Kauane Alves, 9, Claudia Bezerra, 47, e Lia de Oliveira, 45.


Mais Lidas