Após determinação do governo, novos municípios da RMR suspendem aulas

Além da suspensão, os municípios também anunciaram outras ações de combate ao novo coronavírus

COVID-19
Após determinação do governo, novos municípios da RMR suspendem aulas

A reunião entre o Governo de Pernambuco, Amupe e os prefeitos da RMR aconteceu nesta segunda-feira (16), no Palácio do Governo - Foto: Leo Motta/JC Imagem

Lourenço Gadêlha

Com a pandemia mundial do novo coronavírus e a confirmação de oito casos em Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) promoveu uma reunião na manhã desta segunda-feira (16) com os prefeitos da Região Metropolitana do Recife (RMR) e o presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota (PSB), para discutir as novas recomendações de combate ao Covid-19. Entre as ações, novos municípios decidiram aderir a recomendação estadual e suspender as aulas a partir desta quarta-feira (18)

Olinda

Com o intuito de combater a disseminação do coronavírus em Olinda, o prefeito do município, Lupércio Nascimento (Solidariedade), confirmou que vai suspender as aulas da rede municipal e particular da cidade a partir desta quarta-feira (18). “É importante colocar que não temos nenhum caso confirmado em Olinda. O decreto passa a valer a partir desta segunda e a suspensão das aulas começa na quarta-feira, durando a princípio oito dias, tanto na Rede Municipal de Ensino, quanto na Rede Particular”, disse. 

Durante os oito dias, cerca de 25 mil alunos da Rede Pública ficarão sem aula em Olinda. Já os da Rede Privada ainda não foram contabilizados.

Além da suspensão das aulas, o prefeito também disse que serão contratados mais profissionais para atuarem na área de saúde e na higienização de todos os ônibus que circulam nos terminais de Xambá e Rio Doce. “Vamos contratar médicos, enfermeiros, técnicos, agentes da vigilância sanitária. A contratação será de forma gradativa. De acordo com a necessidade, a gente vai colocando mais profissionais. Vamos estar nos dois grandes terminais de Olinda realizando a higienização nos ônibus. Todos os coletivos que chegarem, vão passar por uma limpeza. Ainda vamos colocar em média 40 pessoas pela manhã, tarde e noite para fazer esse trabalho nos terminais de ônibus de Olinda”, explicou Lupércio. 

Paulista

Em Paulista, também na RMR, um grupo de trabalho foi criado pelo prefeito Junior Matuto (PSB) em parceria com oito secretarias para atuar e monitorar os casos. O gestor explicou quais medidas de combate ao coronavírus serão tomadas no município. “Vamos suspender as aulas em nossas escolas e orientar que as escolas particulares também suspendam. Vamos antecipar a primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas. Vamos suspender a emissão do alvará para shows e festas. Também vamos suspender por 90 dias as férias dos servidores e liberar os funcionários efetivos e comissionados acima de 60 anos”, detalhou.

Na saúde, programas como o Mais Visão, de cirurgia de catarata, e as aulas do Saúde em Movimento, de atividades físicas para idosos, serão adiadas. Outra medida importante será a antecipação da vacina H1N1, que facilitará o diagnóstico, descartando este tipo de gripe. Em paralelo às ações, a gestão irá manter a população oficialmente informada através das redes sociais e dos demais canais oficiais de comunicação.

Jaboatão dos Guararapes

Representando o prefeito Anderson Ferreira (PP), a secretária de Saúde de Jaboatão dos Guararapes, Zelma Pessoa, afirmou que o município elaborou um plano de contingência com diversas ações estratégicas de combate ao coronavírus desde o início de fevereiro. “Estamos realizando o treinamento da equipe profissional, visitação e treinamento das equipes das instituições de longa permanência para idosos, reforçamos os cuidados preventivos, elaboração de materiais informativos, o lançamento de um aplicativo pioneiro no estado, que é o Saúde Vigilante Jaboatão, que permite que o munícipe possa fazer uma notificação de suspeita do coronavírus”, relatou. 

Segundo a secretária, nesta segunda-feira o prefeito vai assinar um decreto suspendendo todos os eventos públicos e a liberação de um recurso de R$ 7 milhões para ações de enfrentamento ao coronavírus. Zelma também afirmou que uma reunião será realizada nesta tarde para discutir a utilização dos leitos dos hospitais públicos e privados do município. "Nós temos dois hospitais de alta complexidade que tem leitos de UTI e são conveniados ao SUS de Jaboatão. Hoje a tarde teremos reunião com esses prestadores para fechamento do número e o tipo de leito (com ou sem isolamento) para que haja o cuidado mais adequado à população", disse. 

“Nós temos cerca de 100 leitos contratualizados diretamente com o município e a gente pretende ampliar isso para que o enfrentamento ao coronavírus possa ser feito dentro do município se por acaso for necessário”, complementou a secretária de Saúde de Jaboatão, Zelma Pessoa.

Camaragibe

A prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz (DC), disse que as ações do  município estão alinhadas com o governo estadual, no entanto, a suspensão das aulas ainda está sendo analisada. “Até o momento não tivemos nenhum caso de suspeita do coronavírus. Nós temos quatro creches e as crianças não podem ficar sem aula imediatamente porque a mãe trabalha e muitas vezes a criança depende do alimento da própria creche. Estamos analisando para fazer isso de maneira responsável”, ponderou. 

Amupe

Já o presidente da Amupe, José Patriota, reiterou a necessidade dos municípios de outras regiões do estado elaborararem o próprio plano de contingência. "A recomendação é que cada município elabore o seu plano de contingência, inclusive, podendo até ser preliminar neste primeiro momento e ir fazendo os ajustes de acordo com os acontecimentos em relação aos indicadores e as decisões do governo do estado. Essas ações devem ser integradas. Nós temos medidas que podem impactar seriamente na economia, a exemplo das feiras na região do agreste e do jeans. Precisamos ir avaliando o quadro e principalmente os municípios que estão próximos à capital", concluiu. 

Recife

As escolas da Prefeitura do Recife serão fechadas a partir da próxima quarta-feira (18), com a antecipação das férias marcadas para o mês de julho como forma de combater o novo coronavírus. A informação foi dada no domingo (15). O prefeito Geraldo Julio anunciou uma série de medidas do Plano Municipal de Contingenciamento do Novo Coronavírus. A prefeitura anunciou ainda que a merenda escolar será garantida através de kits de alimentação que os pais poderão apanhar na escola uma vez por semana.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.