PLANO DE CONVIVÊNCIA

Governo libera turistas em Fernando de Noronha e confirma data para volta dos barraqueiros


Apenas pessoas que já tiveram a covid-19 e que comprovarem ter se recuperado da doença poderão entrar em Fernando de Noronha

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 27/08/2020 às 18:32
RICARDO ROLLO/MINISTÉRIO DO TURISMO
FOTO: RICARDO ROLLO/MINISTÉRIO DO TURISMO
Leitura:

O administrador do Arquipélago de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha, confirmou, durante coletiva de imprensa no Palácio do Campo das Princesas nesta quinta-feira (27), que a ilha está liberada para voltar a receber turistas a partir do dia 1º de setembro. No entanto, apenas pessoas que já tiveram a covid-19 poderão entrar na ilha.

“Nesta primeira etapa de reabertura, vamos autorizar a entrada dos turistas em Fernando de Noronha respeitando um protocolo para aqueles que já tiveram a Covid-19. Ou seja, o turista que teve a doença e já está curado vai poder voltar a frequentar Noronha a partir do dia 1º de setembro”, explicou o administrador da ilha, Guilherme Rocha.

Segundo ele, antes de desembarcar será exigido do turista a apresentação de exames, seja o RT-PCR positivo realizado há mais de 20 dias, seja o exame sorológico (IgG) positivo, que indica a presença de anticorpos contra a Covid-19. Os exames serão encaminhados à Administração, juntamente com o pagamento da Taxa de Permanência (TPA), que a partir de agora só será feito via online, reforçou Guilherme Rocha.

Veja:

Barraqueiros

Barraqueiros fazem protesto para volta de atividades na Praia de Boa Viagem
Barraqueiros realizaram protestos cobrando a volta das atividades
Wellington Lima

A partir do 31 de agosto, os barraqueiros poderão voltar às atividades nas praias da Região Metropolitana do Recife e Zona da Mata (Gerência 1). As cidades nestas regiões avançam para a etapa 8 do Plano de Convivência com a Covid-19. As novidades também foram apresentadas durante a coletiva de imprensa desta quinta-feira (27).

A fiscalização do trabalho dos barraqueiros fica por conta de cada prefeitura, como destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach. "Vamos avançar a Macrorregião 1 a partir da próxima segunda-feira, dia 31 de agosto, para a etapa 8 podendo voltar a funcionar o comércio de praia, seguindo o protocolo divulgado pelo Governo do Estado e, principalmente, a regulamentação e normas estabelecidas pelas prefeituras", destacou.

Um guarda-sol e quatro cadeiras. Quem estiver trabalhando e também os clientes deverão usar máscaras.

De acordo com Schwambach, também podem voltar a funcionar na Macrorregião 1, os serviços de escritório com 100% do seu efetivo e a atividade de museus e espaços de exposição, todos com novos protocolos.

O secretário de Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes, esclareceu, na entrevista, os protocolos para reabertura do comércio nas praias na RMR. “É importante ressaltar que as prefeituras terão que fiscalizar o comércio de praia, para que sejam respeitados os protocolos. Teremos uma área de 4m x 4m para cada conjunto com um guarda-sol e quatro cadeiras, em respeito aos consumidores e turistas e aos prestadores de serviço. Os frequentadores e comerciantes têm a obrigação de usar máscaras”, advertiu Lopes, adiantando que a liberação do comércio vai aquecer a economia local, beneficiando 35 mil pessoas. Somente na área compreendida entre Recife e Jaboatão serão 815 pontos de comércio.


Mais Lidas