Marília Arraes (PT) quer que governo do estado tire o Complexo do Curado do Recife

Marília Arraes foi última candidata à Prefeitura do Recife a ser sabatinada na Rádio Jornal nesta segunda-feira (5).

ELEIçõES 2020
Marília Arraes (PT) quer que governo do estado tire o Complexo do Curado do Recife

Marília Arraes (PT) participou da sabatina da Rádio Jornal - Foto: Ariel Sobral/JC Imagem

Durante a sabatina da Rádio Jornal nesta segunda-feira (5), a candidata à Prefeitura do Recife afirmou que o antigo Presídio Aníbal Bruno, hoje chamado de Complexo do Curado, prejudica a segurança dos que moram próximo ao local. Marília diz que, caso se torna prefeita, vai exigir do governador Paulo Câmara que retire o complexo do local.

 “A gente tem que exigir que o governo do Estado tire esse complexo de lá. A Zona Oeste toda fica refém dessa situação. E é ruim pros presos também. Ali era um local que deveria ter mil pessoas e hoje tem 6 mil. Paulo Câmara tem que sair em 2022 e levar o complexo com ele.”

 A candidata petista iniciou a sabatina comentando as transformações que as campanhas políticas tiveram que passar por causa da pandemia do novo coronavírus.

“É difícil fazer campanha sem mostrar a cara, de máscara, sem apertar a mão. Eu preciso conversar com as pessoas.”

 Com relação aos comentários de que estaria tentando esconder o Partido dos Trabalhadores de sua campanha, Marília Arraes afirmou que não liga para o que chamou de “picuinha”. “O povo não gosta de picuinha, muito menos eu. Eu não acho que seja honesto se avaliar a cor de roupa que eu uso. Para ser candidato, o prefeito não precisa de farda. Eu uso todas cores, vou usar vermelho quando quiser. Eu acho uma falta de respeito com o povo do Recife esse tipo de debate. A gente precisa discutir o Recife. Isso de cor de roupa, isso aquilo, não importa. Eu sou PT, meu número é 13, e isso não se esconde.”

Leia também: João Campos (PSB) afirma se sentir preparado para governar Recife

Mendonça Filho diz que vai buscar apoio de Bolsonaro na Prefeitura do Recife

"Sou a própria imagem da ética", afirma candidata à Prefeitura do Recife Patrícia Domingos (Podemos)

Propostas

 Marília trouxe propostas como revitalização do Centro do Recife com parcerias público-privadas. “O Porto Digital tem uma proposta de fazer uma PPP para revitalização do Centro.” 

Com relação à saúde, a candidata diz que quer resolver o problema das filas para marcação de consultas médicas e distribuir medicamentos. “Proposta de distribuição de medicamento das farmácias de bairro. Vamos abrir um processo licitatório.”

Ela também criticou a gestão atuou na área da Saúde Básica. “O prefeito investe menos da metade do orçamento da saúde na Saúde Básica, 46%. Nos últimos oito anos, não aumentou uma equipe da saúde sequer, pelo contrário, diminuíram duas.”

Sobre gastos e orçamentos da Prefeitura do Recife, Marília Arraes disse que quer enxugar os gastos e buscar também o apoio nacional. “O Recife não está se enquadrando em linhas de crédito mais baratas para a cidade. É preciso buscar linhas mais baratas, tem que bater na porta dos ministros mesmo. Não dá pra fazer o povo pagar essa conta de o prefeito ser oposição ou situação. É preciso ter um esforço da próxima prefeita, que espero que seja eu, para captar recursos federais”.

Marília também falou de diálogo para solucionar problemas do transporte público. “É preciso rediscutir as linhas de ônibus com o Grande Recife Consórcio. Falta conversa com as pessoas, falta conversa da prefeitura com a população.”

“Passei 12 anos como vereadora da cidade e foi algo que me fez aprender bastante.  Tenho certeza que agora é a hora da virada, para que a gente possa ter uma mudança de verdade. A gente tá fazendo um diálogo com todos os recifenses e as recifenses.”, finalizou Marília.

Ouça a sabatina com Marília Arraes (PT) na íntegra abaixo:

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.