Luto na música

Vítima de covid-19, Genival Lacerda morre aos 89 anos


Genival Lacerda estava internado desde novembro e morreu na manhã desta quinta-feira (7)

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 07/01/2021 às 8:17
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

Reportagem em atualização

O cantor Genival Lacerda morreu na manhã desta quinta-feira (7), vítima de Covid-19. O artista estava internado desde novembro do ano passado em um hospital particular do Recife. Genival tinha 89 anos de idade e deixou um legado imenso na música popular nordestina.

Genival havia sido internado em 30 de novembro. Em 10 de dezembro, o cantor teve o diagnóstico de pneumonia. No último boletim divulgado, a equipe médica do hospital informou que Genival respirava com ajuda de aparelhos. A família de Genival também chegou a pedir doação de sangue para o cantor.

No início de dezembro, o filho de Genival, João Lacerda, que também é cantor, havia declarado preocupação com a situação do pai.

Ainda não há confirmação sobre onde o cantor será sepultado, mas, em entrevista a Geraldo Freire, da Rádio Jornal, Genival já havia declarado seu desejo de ser enterrado na cidade natal dele, Campina Grande, na Paraíba, no mesmo túmulo da mãe.

História

Nascido em 1931 em Campina Grande, na Paraíba, Genival Lacerda começou os primeiros passos como cantor aos 17 anos ainda na cidade natal. Na década de 50, mudou-se para Pernambuco e foi na capital pernambucana onde Genival ganhou destaque na cena musical.

Entre os quase 50 discos da carreira, sucessos como severina Xique-Xique, Radinho de Pilha, Ele tá de Olho na Botique Dela e Mate o Véio, que o cantor considerava ser o maior sucesso da trajetória.

Humor

As letras bem humoradas acabaram influenciando nas capas dos discos e também no estilo do cantor que sempre se apresentava com uma camisa florida, sandália e chapéu que Genival fazia questão de colecionar. Isso sem falar na dancinha com a barriga que ganhou notoriedade nacional.

Músicas

Relembre alguns sucessos de Genival Lacerda:

Severina Xique-Xique


De quem é esse Jegue


Mais Lidas