Saúde

ALOPECIA: No Brasil, cantora Maraísa também já revelou ter calvície feminina e diz que mulheres não precisam sentir vergonha

"Eu percebi que era uma coisa muito natural, muito comum, só não é falada", disse Maraísa sobre calvície feminina

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 20/02/2021 às 11:00
Reprodução/Redes Sociais
FOTO: Reprodução/Redes Sociais
Leitura:

Enquanto a alopecia feminina ganhou atenção do mundo durante a cerimônia do Oscar 2022 por causa de um infeliz comentário de Chris Rock com Jada Smith, no Brasil, a cantora Maraísa, da dupla com Maiara, já alertava sobre a condição há um ano.

Em fevereiro de 2021, Maraísa revelou nas redes sociais que tem alopécia. Em entrevista ao programa É de Casa, da TV Globo, ela disse que isso é “comum” e que mulheres não precisam “sentir vergonha”.

.

“Eu percebi que era uma coisa muito natural, muito comum, só não é falada. Então, meninas: eu sofro de alopecia, eu sou um pouco carequinha sim. Não tem que ter vergonha, não tem que ter medo, não tem que se diminuir por ter alopecia”, afirmou Maraísa, segundo o UOL. “Eu tenho, muita gente tem, é uma coisa muito normal, só tem que tratar”, alertou a cantora sobre o tratamento da calvície feminina.

Segundo a cantora, a queda de cabelos é percebida desde criança. "Eu via as minhas amigas, minhas colegas, todas com muito cabelo — e eu e minha irmã tínhamos pouco. Era um cabelo mais fino, que parecia sempre de neném", lembrou Maraísa

Acompanhamento especializado

A cantora explicou que é acompanhada por uma especialista e faz tratamento. Um dos processos, segundo o UOL, é a mesoterapia, que consiste na retirada de plasma de outras partes do corpo e injetado no couro cabeludo. A cantora contou que também só usa shampoo indicado por dermatologista.

“Quanto mais cedo você começa a tratar, melhor", disse a cantora, revelando que, mesmo sem poder, usa aplique por ser “muito vaidosa”.

Mais Lidas