Pandemia do novo coronavírus

Com Zé Gotinha e sem Bolsonaro, ministro da Saúde lança campanha de vacinação contra covid-19; assista


Campanha de vacinação contra a covid-19 no Brasil ainda é lenta e há déficit de vacina para segunda dose em cidades do país

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 12/05/2021 às 12:48
Agência Brasil
FOTO: Agência Brasil
Leitura:

*Com informações da Agência Brasil.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, lançou nesta quarta-feira (12) a Campanha de Conscientização sobre Medidas Preventivas e Vacinação contra a Covid-19, em cerimônia no Teatro do Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), em Brasília. Também foi apresentada a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19.

"O governo Federal tem o objetivo de reforçar a nossa campanha contra a pandemia da Covid-19, cuja a fase principal é a vacinação. Temos feito um esforço extraordinário para termos dose de vacina à disposição da população, além de orientar sobre as medidas não farmacológicas", disse o ministro. "Nós não podemos relaxar, temos de continuar com essas ações", completou.

De acordo com o ministro, a Secretaria Extraordinária tem como objetivo centralizar as ações de enfrentamento à pandemia, comunicar melhor a população sobre evidências científicas e oferecer subsídios técnicos a estados e municípios no encaminhamento de ações planejadas no Ministério da Saúde.

Ausência de Bolsonaro no lançamento da campanha de vacinação contra covid-19

Na cerimônia, o Ministério da Saúde usou várias vezes a imagem do Zé Gotinha, personagem popular em campanhas de vacinação infantil no país. O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, não compareceu. Desde o início da pandemia, Bolsonaro já criticou a vacinação contra a covid-19 várias vezes. A CPI da Covid-19 também já identificou que o governo federal negou diversas vezes compras de vacinas.

Assista:


Mais Lidas