Pandemia do novo coronavírus

Navio internacional com 21 pessoas está em quarentena em Pernambuco, após quatro tripulantes apresentarem sintomas de covid-19


Tripulantes tiveram febre, tosse e dificuldade para respirar; na quinta-feira (20), governo do Maranhão confirmou primeiro caso de cepa indiana da covid-19 que também chegou por meio de navio

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 21/05/2021 às 18:28
Igo Bione/Acervo JC Imagem
FOTO: Igo Bione/Acervo JC Imagem
Leitura:

Uma embarcação com 21 tripulantes está fazendo quarentena no Porto de Suape, no Grande Recife. A ordem para que o navio parasse foi dada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após quatro pessoas apresentarem sintomas para a covid-19 dentro do navio.

Os quatro doentes são nascidos nas Filipinas. No dia 14 de maio, eles começaram a apresentar dificuldade para respirar, febre e tosse. Os suspeitos passaram por testes para covid-19, mas os resultados dos exames ainda não saíram.

Ninguém pode subir na embarcação, com exceção de profissionais de saúde que deem suporte médico aos tripulantes. O sexo dos doentes não foi informado.

O Jornal do Commercio procurou o Porto de Suape e a Secretaria de Saúde de Pernambuco, mas nenhum dos dois se posicionou sobre o caso dos passageiros do navio. Não se sabe o que o navio estava fazendo na costa brasileira.

Cepa indiana

Por enquanto, os olhos do mundo estão voltados para a variante da covid-19 que nasceu na Índia. Com mutações importantes, ainda não se sabe se ela é mais transmissível, letal ou - na pior das hipóteses - se é resistente às vacinas distribuídas atualmente no mercado.

Na quinta-feira (20), o governo do Maranhão confirmou que um tripulante de um navio indiano testou positivo para a nova cepa indiana. Segundo o Maranhão, a tripulação do navio está isolada.

O governo federal proibiu na semana passada o pouso no Brasil de voos vindos da Índia. Não há nenhuma proibição, no entanto, para embarcações.


Mais Lidas