Lázaro Barbosa

Lázaro Barbosa: 10º dia começa com esperança pela chegada da Força Nacional; confira onde criminoso foi visto pela última vez


Lázaro Barbosa pode estar ferido, de acordo com o secretário de Segurança Pública de Goiás

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 18/06/2021 às 7:13
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

Lázaro Barbosa, de 32 anos, segue dando trabalho à força-tarefa que tenta localizá-lo. Pouco antes das 22h da noite de quinta-feira (17), o secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Miranda, confirmou que o criminoso ainda não havia sido capturado. A expectativa é que a Força Nacional chegue nesta sexta-feira (18) para reforçar a caçada ao bandido, conhecido popularmente nas redes sociais como "serial killer de Brasília".

De acordo com o secretário em entrevista na noite da quinta-feira, Lázaro foi visto em Girassol, em Cocalzinho de Goiás, perto de onde as buscas são feitas. Testemunhas disseram que o homem chegou a simular ser um mendigo, mas que fugiu pela mata ao avistar a polícia.

>>> Confira aqui as fotos de dentro da casa de Lázaro.

Nas buscas da quinta-feira, cães farejadores conseguiram se aproximar de Lázaro. O criminoso atirou contra a polícia. "Os policiais visualizaram ele [Lázaro] e revidaram. Ele entrou em uma vala, uma depressão, na água e os policiais perderam o rastro dele ali, mas nós estávamos com muitas equipes lá. A nossa inteligência aponta que ele está naquela região. O terreno é muito acidentado e difícil, e como ele é perigosíssimo, está armado e continua atirando, nós esperamos amanhecer para fazer uma nova incursão", explicou o secretário.

Força Nacional

Na quinta-feira, o secretário Rodney Miranda disse que aceitou a oferta do Ministério da Justiça, e cerca de 20 homens da Força Nacional devem chegar ao local das buscas. Ele não soube precisar quando o reforço vai chegar.

Fuga de Lázaro

A fuga de Lázaro já dura 10 dias. Começou no último dia 9 quando, de acordo com a polícia, ele executou uma família em Ceilândia, no Distrito Federal. Na fuga, o homem já fez vários reféns, roubou carros, e baleou policiais.


Mais Lidas