Eleições 2022

ELEIÇÕES 2022: Terceira via será definida em 18 de maio, reforça Simone Tebet, pré-candidata à Presidência da República

Senadora Simone Tebet (MDB) voltou a defender centro democrático e união com outros partidos

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 18/04/2022 às 11:36 | Atualizado em 18/04/2022 às 12:13
Notícia
DIVULGAÇÃO/MDB
Simone Tebet é senadora de primeiro mandato pelo MDB-MS - FOTO: DIVULGAÇÃO/MDB
Leitura:

Pré-candidata do MDB à Presidência da República, a senadora Simone Tebet voltou a reforçar, nesta segunda-feira (18), a defesa de que a terceira via nas eleições de 2022 seja definida com base no respeito ao que as direções de MDB, União Brasil, PSDB e Cidadania definirem. 

Em sabatina realizada pelo portal UOL e pelo jornal Folha de São Paulo, Simone Tebet defendeu o próprio nome, dizendo que por ser menos conhecida, tem menos rejeição. 

>>> SIMONE TEBET: Quem é, idade e currículo; conheça a pré-candidata, clicando aqui. 

No entanto, quando confrontada com os números de pesquisas eleitorais que demonstram que Tebet tem pouca intenção de voto (menos de 2 pontos na maioria delas), a senadora voltou a reforçar que o nome da terceira via deve ser informado apenas no dia 18 de maio. 

Segundo Tebet, o candidato de centro escolhido entre PSDB, União Brasil, Cidadania e MDB deverá ter o apoio dos demais partidos, na luta contra a polaridade firmada entre Lula (PT) e Bolsonaro (PL). 

.

Na sabatina, Tebet também rebateu críticas de que estaria tendo uma pré-candidatura isolada e lembrou que o nome dela foi escolhido pela executiva do partido, embora, nos bastidores, alguns nomes do MDB não apoiem Tebet. 

A senadora também foi lembrada pelos entrevistadores de que, nas eleições de 2018, o ex-ministro de Michel Temer, Henrique Meirelles, do MDB, teve baixíssima expressão nas urnas. Tebet disse que, à época, Meirelles pediu para ser candidato, enquanto, no caso dela, seu nome foi escolhido. 

Quem deve ser o candidato?

Enquanto o MDB apresentou o nome de Simone Tebet como pré-candidata, o PSDB conta com o nome de João Doria (ex-governador de São Paulo), e o União Brasil tem o nome do deputado federal Luciano Bivar. Há ainda nos bastidores uma movimentação do ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), que tenta se consolidar como opção para estes partidos. 

Como dito pela senadora na sabatina do UOL/Folha de SP nesta segunda, o nome escolhido deve ser anunciado em um mês, no dia 18 de maio. 

Comentários

Mais Lidas