LUTO

Morre Paulo Diniz, compositor e cantor do sucesso 'Pingos de Amor'

Morte do cantor foi confirmada na manhã desta terça-feira (22)

Vitória Floro
Vitória Floro
Publicado em 22/06/2022 às 9:59 | Atualizado em 22/06/2022 às 14:16
Notícia
 Max Levay/Divulgação
Canções de Paulo Diniz foram interpretadas por Clara Nunes, Emílio Santiago, Simone e outros - FOTO: Max Levay/Divulgação
Leitura:

Foi divulgada nesta quarta-feira (22), a morte do cantor e compositor Paulo Diniz. A informação foi confirmada por meio do radialista Geraldo Freire, na Rádio Jornal.

Paulo Lira de Oliveira, conhecido artisticamente como Paulo Diniz, nasceu em Pesqueira, município situado no agreste de Pernambuco. Ele tinha 82 anos.

A causa da morte ainda não foi divulgada. No entanto, o artista passou os últimos anos de vida lutando contra uma esquistossomose, doença que contraiu enquanto tomava banho de rio no interior de Minas Gerais e que demorou a se manifestar.

De acordo com entrevista realizada para o portal O Tempo, em 2020, o cantor precisava de uma cadeira de rodas para se locomover devido a uma paralisia dos membros inferiores, consequência da doença.

“Estou acamado, doente pra cacete, mas com a cabeça boa, não sei mais quanto tempo vou viver”, relatou o cantor ainda em 2020, para o portal O Tempo.

Ele também estava realizando sessões frequentes de hemodiálise. Na época, Diniz morava em um apartamento no bairro de Boa Viagem, em Recife, acompanhado de sua esposa e dois cuidadores.

.

MÚSICA E CARREIRA

Ainda no começo da juventude, Diniz se mudou para Recife, onde trabalhou como crooner e baterista em casas noturnas. Ele também colocou a voz em comerciais e locuções para os locais onde aconteciam os eventos.

Com a familiaridade na Rádio, Diniz também trabalhou apresentando programas na Rádio Jornal.

Em 1964 foi para o Rio de Janeiro, onde consultou a Rádio Tupi e passou a compor mais cações. Sua primeira gravação saiu em 1966, com a música O Chorão.

O grande sucesso de Paulo Diniz, no entanto, foi lançado apenas em 1971. A música 'Pingos de Amor' carrega um envolvente ritmo romântico e foi regravada por diversos interpretes, incluindo a banda Kid Abelha.

Entre os outros sucessos também estão "Um Chopp pra Distrair”, “Quero Voltar pra Bahia”, inspirada nas cartas que Caetano Veloso, exilado em Londres, escrevia para o semanário “O Pasquim” durante a ditadura militar. 

Repercussão 

Nas redes, a vice-governadora de Pernambuco falou sobre a morte do cantor e prestou homenagem por meio do Twitter.

Veja também: Geraldo Freire, radialista da Rádio Jornal, relembra trajetória do cantor Paulo Diniz

17068562

Comentários

Mais Lidas