Interior | VIOLÊNCIA CONTRA MENORES

Pastor suspeito de abuso sexual contra 7 meninos é preso em Petrolina


Os casos de abuso sexual aconteciam há, pelo menos, três anos. As vítimas decidiram se reunir e denunciar a violência

Publicado em 31/05/2017, às 15:33

Rádio Jornal

Foto: Reprodução/ Internet

Um pastor de 38 anos foi encaminhado para a Penitenciária Doutor Edivaldo Gomes, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, suspeito de abuso sexual contra sete meninos em uma igreja evangélica.

Segundo o delegado da Polícia Civil, Marcione Ferreira, esse é um caso de extrema gravidade e que há três anos vinha acontecendo os abusos. “Mas somente agora as vítimas se reuniram e resolveram denunciar”, explicou.



Os casos de abuso sexual teriam acontecido também em outras cidades. “As investigações apontam nesse sentido, ele já foi pastor em Recife e Salgueiro e há relatos que nessas cidades poderiam ter ocorrido abusos a jovens da igreja”, disse.

No gabinete do pastor, foram apreendidos computadores e uma porção de maconha.  

Confira os detalhes na reportagem de Marco Aurélio:

As denúncias em Petrolina chegaram primeiro ao Ministério Público e depois à Polícia Civil.


Recomendados para você

Comentários

Interior

Pastor suspeito de abuso sexual contra 7 meninos é preso em Petrolina



Publicado em 31/05/2017, às 15:33


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Um pastor de 38 anos foi encaminhado para a Penitenciária Doutor Edivaldo Gomes, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, suspeito de abuso sexual contra sete meninos em uma igreja evangélica.

Segundo o delegado da Polícia Civil, Marcione Ferreira, esse é um caso de extrema gravidade e que há três anos vinha acontecendo os abusos. “Mas somente agora as vítimas se reuniram e resolveram denunciar”, explicou.

Os casos de abuso sexual teriam acontecido também em outras cidades. “As investigações apontam nesse sentido, ele já foi pastor em Recife e Salgueiro e há relatos que nessas cidades poderiam ter ocorrido abusos a jovens da igreja”, disse.

No gabinete do pastor, foram apreendidos computadores e uma porção de maconha.  

Confira os detalhes na reportagem de Marco Aurélio:

[uolmais_audio 16231861]

As denúncias em Petrolina chegaram primeiro ao Ministério Público e depois à Polícia Civil.