Notícia

Falha na construção pode ter provocado desabamento de prédio em Olinda


Técnicos da Defesa Civil interditaram os prédios do conjunto, que foi construído em uma área de mangue

Publicado em 11/08/2017, às 10:20

Rádio Jornal

No momento do desabamento não havia ninguém no prédio, que foi desocupado pelo moradores na noite da quarta
No momento do desabamento não havia ninguém no prédio, que foi desocupado pelo moradores na noite da quarta Fotos: Diego Nigro/JC Imagem

Técnicos da Defesa Civil acreditam que o desabamento parcial do Edifício Ágave, em Jardim Fragoso, Olinda, foi provocado por falha na construção do imóvel. Parte do edifício tipo caixão desabou por volta das 21h da noite dessa quinta-feira (10). No momento do desabamento não havia ninguém no prédio. A construção já estava condenada há dez anos, mas oito famílias ainda moravam no local e deixaram os apartamentos nessa quarta, após perceberem o aumento de rachaduras na estrutura.

 

 

Os técnicos da Defesa Civil realizaram na manhã desta sexta (10), vistoria no prédio, que está interditado. Segundo o diretor de engenharia do órgão, Anderson Borba, o imóvel foi construído em uma área de mangue. "Provavelmente, como aqui é uma área de mangue, não tem uma sustentação legal. Na época em que foi construído, a base estava apoiada em um solo mole, que adensou, a estrutura recalcou e veio a colapso", explicou à Rádio Jornal.



Defesa Civil interditou os outros dois prédios do conjunto residencial:

O Edifício Ágave faz parte de um conjunto residencial com mais outros dois prédios, que também foram afetados pelo impacto e estão interditados. No entanto, na manhã desta sexta, moradores ainda entraram nos apartamentos para recolher pertences.

Na reportagem de Juliana Oliveira, moradores da região denunciam que outros prédios de Jardim Fragoso também estão em risco de desabamento. Ouça: 


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Falha na construção pode ter provocado desabamento de prédio em Olinda



Publicado em 11/08/2017, às 10:20


Rádio Jornal

[IMAGEM]

Técnicos da Defesa Civil acreditam que o desabamento parcial do Edifício Ágave, em Jardim Fragoso, Olinda, foi provocado por falha na construção do imóvel. Parte do edifício tipo caixão desabou por volta das 21h da noite dessa quinta-feira (10). No momento do desabamento não havia ninguém no prédio. A construção já estava condenada há dez anos, mas oito famílias ainda moravam no local e deixaram os apartamentos nessa quarta, após perceberem o aumento de rachaduras na estrutura.

 

 

Os técnicos da Defesa Civil realizaram na manhã desta sexta (10), vistoria no prédio, que está interditado. Segundo o diretor de engenharia do órgão, Anderson Borba, o imóvel foi construído em uma área de mangue. "Provavelmente, como aqui é uma área de mangue, não tem uma sustentação legal. Na época em que foi construído, a base estava apoiada em um solo mole, que adensou, a estrutura recalcou e veio a colapso", explicou à Rádio Jornal.

Defesa Civil interditou os outros dois prédios do conjunto residencial:

O Edifício Ágave faz parte de um conjunto residencial com mais outros dois prédios, que também foram afetados pelo impacto e estão interditados. No entanto, na manhã desta sexta, moradores ainda entraram nos apartamentos para recolher pertences.

Na reportagem de Juliana Oliveira, moradores da região denunciam que outros prédios de Jardim Fragoso também estão em risco de desabamento. Ouça: