Notícia | Política

Bolsonaro já teria desistido de filiação ao partido Patriota


Bolsonaro teria desistido do Patriota devido a desentendimentos por cargos na legenda e por uma possível traição de aliados ligados a um de seus filhos

Publicado em 05/01/2018, às 09:49

Rádio Jornal

Foto: Agência Brasil

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) teria desistido da filiação ao Partido Ecológico Nacional (PEN), que está em processo de mudança de nome para "Patriota". A informação foi noticiada pela imprensa nesta sexta-feira (5) e a desistência de Bolsonaro teria acontecido por causa de desentendimentos entre o parlamentar e o presidente da sigla, Adilson Barroso, além de uma possível "traição" de aliados ligados a um dos filhos do deputado, Flávio Bolsonaro. Segundo colocado nas pesquisas de intenção de votos para a eleição presidencial deste ano, o parlamentar busca uma legenda na qual possa ser candidato. 

Os desentendimentos entre o PEN/Patriota e Bolsonaro já vinham acontecendo desde o final de 2017. De um lado, Bolsonaro exigia mais cargos de comando nos diretórios do partido e, de outro, pessoas que já estavam no PEN há mais tempo anunciavam publicamente seu incômodo com a presença de Bolsonaro na legenda. A informação sobre o desembarque de Bolsonaro do Patriota foi divulgada pelo site do jornal Valor Econômico.

Em busca:

Segundo colocado nas pesquisas de intenção de votos para a Presidência ano que vem, Jair Bolsonaro vem sondando legendas há alguns meses, em busca de uma que viabilize sua candidatura. Bolsonaro deixou o Partido Progressista (PP) e migrou para o Partido Social Cristão (PSC), no entanto o deputado já estaria descontente no PSC por causa de críticas que integrante do seu partido fazem a alguns dos discursos do parlamentar.



Bolsonaro também já flertou com o Partido da República (PR) e inclusive já havia assinado um compromisso de filiação ao PEN/Patriota.

Bolsonaro também sonda uma possível filiação com o Partido Social Liberal. No entanto, o partido já divulgou nota negando que o deputado esteja indo para a legenda, além de tecer diversas críticas ao modo de ação política de Bolsonaro. Na nota divulgada no fim do ano, o PSL diz que "Bolsonaro representa o autoritarismo e a intolerância tanto na economia, quanto nos costumes, sendo a antítese completa das nossas ideias".


Recomendados para você

Comentários

Notícia

Bolsonaro já teria desistido de filiação ao partido Patriota



Publicado em 05/01/2018, às 09:49


Rádio Jornal

[IMAGEM]

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) teria desistido da filiação ao Partido Ecológico Nacional (PEN), que está em processo de mudança de nome para "Patriota". A informação foi noticiada pela imprensa nesta sexta-feira (5) e a desistência de Bolsonaro teria acontecido por causa de desentendimentos entre o parlamentar e o presidente da sigla, Adilson Barroso, além de uma possível "traição" de aliados ligados a um dos filhos do deputado, Flávio Bolsonaro. Segundo colocado nas pesquisas de intenção de votos para a eleição presidencial deste ano, o parlamentar busca uma legenda na qual possa ser candidato. 

Os desentendimentos entre o PEN/Patriota e Bolsonaro já vinham acontecendo desde o final de 2017. De um lado, Bolsonaro exigia mais cargos de comando nos diretórios do partido e, de outro, pessoas que já estavam no PEN há mais tempo anunciavam publicamente seu incômodo com a presença de Bolsonaro na legenda. A informação sobre o desembarque de Bolsonaro do Patriota foi divulgada pelo site do jornal Valor Econômico.

Em busca:

Segundo colocado nas pesquisas de intenção de votos para a Presidência ano que vem, Jair Bolsonaro vem sondando legendas há alguns meses, em busca de uma que viabilize sua candidatura. Bolsonaro deixou o Partido Progressista (PP) e migrou para o Partido Social Cristão (PSC), no entanto o deputado já estaria descontente no PSC por causa de críticas que integrante do seu partido fazem a alguns dos discursos do parlamentar.

Bolsonaro também já flertou com o Partido da República (PR) e inclusive já havia assinado um compromisso de filiação ao PEN/Patriota.

Bolsonaro também sonda uma possível filiação com o Partido Social Liberal. No entanto, o partido já divulgou nota negando que o deputado esteja indo para a legenda, além de tecer diversas críticas ao modo de ação política de Bolsonaro. Na nota divulgada no fim do ano, o PSL diz que "Bolsonaro representa o autoritarismo e a intolerância tanto na economia, quanto nos costumes, sendo a antítese completa das nossas ideias".