Eleições 2022

Ciro revela "quatro motivos" que fazem com que ele não desista de candidatura "difícil demais"

Faltando pouco mais de 60 dias para o primeiro turno, Ciro Gomes segue sem conseguir chegar a dois dígitos nas intenções de voto de pesquisas eleitorais; Entenda por que ele continua na disputa mesmo assim

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 22/07/2022 às 10:17 | Atualizado em 22/07/2022 às 10:17
Notícia
José Cruz/Agência Brasil
Ciro Gomes (PDT) - FOTO: José Cruz/Agência Brasil
Leitura:

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, prossegue com a campanha eleitoral, embora saiba que é difícil conseguir furar a polarização protagonizada por Lula (PT) e Jair Bolsonaro (PL), os dois mais bem pontuados nas pesquisas eleitorais. 

Nesta sexta-feira (22), Ciro Gomes publicou um vídeo no Twitter pessoal no qual responde à dúvida de muitos eleitores: por que continuar tentando ser presidente do Brasil?

Segundo Ciro, que falou a uma plateia de apoiadores, um amigo pessoal o fez essa pergunta recentemente. "Por que prosseguir em uma candidatura com tantos obstáculos?", refletiu Ciro. 

Reprodução
Lula (PT), Bolsonaro (PL) e Ciro Gomes (PDT) lideram a intenção de voto para Presidência da República - Reprodução

Motivos para Ciro continuar com campanha

"Eu respondi com quatro palavras", disse Ciro, completando: "fé, paixão, coragem e desafio", disse o candidato, sendo aplaudido por uma plateia entusiasmada.

Ao lado da esposa, Giselle Bezerra, Ciro Gomes detalhou. "Fé e paixão pelo Brasil, pelo povo brasileiro e pela política que é a linguagem da democracia. Coragem pra enfrentar qualquer tipo de risco ou cara feia. E espírito desafiador capaz de desafiar qualquer desafio", disse Ciro com segurança. 

VEJA VÍDEO

 

CIRO GOMES NAS PESQUISAS ELEITORAIS

Ciro Gomes aparece em terceiro lugar nas principais pesquisas eleitorais para presidente. De acordo com o Data Folha em junho, por exemplo, o pdtista tinha apenas 8% das intenções de voto. 

No mesmo levantamento, Lula (PT) aparecia com com 47% das intenções de voto. Bolsonaro tinha 28%. A margem de erro da pesquisa Datafolha em questão foi de apenas 2%. 

.

Comentários

Mais Lidas