Eleições 2022

DEBATES ELEIÇÕES 2022: Veja datas e onde assistir os embates entre Lula, Bolsonaro, Ciro e outros candidatos a presidente

CNN Brasil anunciou desistência de promover debates entre candidatos à Presidência, mas outras emissoras de TV vão promover encontros

Gabriel dos Santos
Gabriel dos Santos
Publicado em 26/07/2022 às 9:51 | Atualizado em 28/07/2022 às 7:35
Notícia
Reprodução/RICARDO STUCKERT - Reprodução/EVARISTO SA/AFP
Pré-candidatos à Presidência Lula (PT) e Bolsonaro (PL) - FOTO: Reprodução/RICARDO STUCKERT - Reprodução/EVARISTO SA/AFP
Leitura:

Debates nas eleições são sempre uma oportunidade que os eleitores têm para tirar dúvidas sobre os projetos políticos de cada candidato, conhecer qual o mais preparado e definir o voto. 

Nas eleições de 2022, como acontece desde a redemocratização, veículos de comunicação voltam a promover os encontros.

A CNN Brasil, emissora fechada e com pouco mais de dois anos em atuação no país, faria o primeiro debate no dia 16 de agosto, mas desistiu do evento, alegando que Lula (PT) e Bolsonaro (PL) não participariam. 

TV Globo, SBT e Band mantêm a programação para realização de debates. Confira programação de debates:

DEBATES DE CANDIDATOS A PRESIDENTE - QUANDO VAI SER?

1º TURNO

9 de agosto: Jovem Pan

14 de agosto: Band

2 de setembro: RedeTV!

8 de setembro: O Globo, Valor Econômico e rádio CBN

13 de setembro: TV Aparecida

22 de setembro: Folha de S. Paulo e UOL

24 de setembro: Estadão, SBT, revista Veja e rádio Nova Brasil FM

29 de setembro: TV Globo

2º TURNO

4 de outubro: Band

11 de outubro: Jovem Pan

13 de outubro: Folha de S. Paulo e UOL

17 de outubro: RedeTV!

22 de outubro: Estadão, SBT, revista Veja e rádio Nova Brasil FM

28 de outubro: TV Globo

CANDIDATOS A PRESIDENTE

Além de Lula e Bolsonaro, Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB) e André Janones (Avante), Luis Felipe d'Ávila (Novo) são outros candidatos que também devem ser convidados a participar dos debates. 

Pela lei, devem ser convidados aos debates todos os candidatos de partidos que têm, no mínimo, cinco congressistas (deputados federais e/ou senadores). 

Se um candidato for de partido nanico (com menos de cinco congressistas), mas se posicionar bem em pesquisas de intenção de voto, os veículos de comunicação têm autorização para convidá-lo por decisão individual. 

Os candidatos podem faltar ao debate sem receberem punição pela Justiça eleitoral. 

.

Veja também: no programa 'Corrida Eleitoral', Antonio Lavareda analisa cenário das eleições 2022

Comentários

Mais Lidas