CARNAVAL 2022

MOCIDADE: Patrimônio imaterial cultural, rainha de bateria com cabeça raspada e homenagem à Oxossi; conheça a história da escola de samba do Rio de Janeiro

A Mocidade tem a responsabilidade de ser conhecida como "Maracanã do samba", isso porque sua quadra que fica à beira da famosa Avenida Brasil

Pedro Lima
Pedro Lima
Publicado em 19/04/2022 às 19:27 | Atualizado em 20/04/2022 às 15:41
Notícia
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Símbolo da Mocidade Independente de Padre Miguel - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

A Mocidade Independente de Padre Miguel é a terceira escola a desfilar no Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio de Janeiro neste sábado (23), na Marquês de Sapucaí.

A agremiação da Avenida Brasil entra no sambódromo com suas tradicionais cores verde e branco embalados pelo enredo "Batuque ao Caçador" como forma de homenagear o orixá de Oxóssi - a divindade da caça, protetor da família e padroeiro da escola. Nesta reportagem, conheça tudo sobre a Mocidade:

.

CARNAVAL 2022: Pernambucanos serão destaque de desfile de escola de samba em São Paulo 

MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL

Fundada em novembro de 1955 a partir de um time de futebol amador da época, o Independente Futebol Clube, a Mocidade começou a ter destaque na avenida após os anos 1970, quando o bicheiro Castor de Andrade passou a ser patrocinador da agremiação.

A Mocidade tem a responsabilidade de ser conhecida como "Maracanã do samba", isso porque sua quadra que fica à beira da famosa Avenida Brasil tem 33 mil metros quadrados e a capacidade de receber mais ou menos 12 mil pessoas, tendo o título de maior quadra entre todas as escolas de samba do Rio de Janeiro.

O símbolo da Mocidade é uma estrela de cinco pontas, devido a isso a escola recebe o apelido de "estrela-guia da Zona Oeste". Não se sabe exatamente de quem foi a escolha do símbolo, porém diversos sambas da escola utilizam da estrela-guia e das cores como referência. Foi utilizado em 1990, 1997, 2006, 2007 entre outros.

PATRIMÔNIO IMATERIAL CULTURAL DO RIO DE JANEIRO

Com o projeto de autoria do deputado Átila Nunes (PSD) e sancionado pelo governador Cláudio Castro (PL), a Mocidade Independente se tornou patrimônio cultural imaterial do Rio de Janeiro.

QUANTAS VEZES A MOCIDADE VENCEU O DESFILE DAS ESCOLAS DE SAMBA DO RIO DE JANEIRO

A Mocidade Independente venceu o Grupo Especial em seis oportunidades: 1979, 1985, 1990, 1991, 1996 e 2017.

Além do título da Segunda Divisão, em 1958.

O ÚLTIMO SAMBA-ENREDO DA MOCIDADE

No último desfile das escolas de samba, em 2020, a Mocidade ficou em terceiro lugar do Grupo Especial com o enredo "Elza Deusa Soares", em homenagem a Elza Soares, feita pelo carnavalesco Jack Vasconcelos.

DESFILE DA MOCIDADE EM 2022

Com a composição de Carlinhos Brown, do experiente Diego Nicolau, além de Richard Valença, Orlando Ambrosio, Gigi da Estiva, Nattan Lopes, J J Santos e Cabeça do Ajax e tendo o Fábio Ricardo como carnavalesco, a Mocidade entra na avenida ao som de Batuque ao Caçador, em homenagem ao orixá de Oxóssi. Veja a letra no final da reportagem.

Para o desfile, a Mocidade vai trazer a rainha de bateria Giovana Angélica com a cabeça raspada.

A majestade de Padre Miguel topou o desafio para ficar parecida com seus ritmistas que desfilarão sem cabelo.

 .

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Giovana Angélica após raspar os cabelos - REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

“Sem palavras! Encarar com minha total dedicação e personalidade, o desafio que pra muitas pessoas é vaidade, pra mim significa respeito, honra e profissionalismo. Se entregar à arte faz parte. Não faço nada pela metade", comentou Giovanna.

E para demonstrar o respeito e honra à escola que vai desfilar como rainha pela segunda vez (esteve em 2020), Giovanna decidiu fazer uma tatuagem no brasão da escola no antebraço.

.

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Rainha de bateria da Mocidade tatuou o símbolo da escola no antebraço - REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

E, aparentemente, é normal os ritmistas da Mocidade Independente rasparem a cabeça para um desfile. A primeira vez foi em 1976 quando a agremiação homenageou Mãe Menininha do Gantois, e os músicos desfilam como ogãs de cabeça raspada e depois em 2001, desta vez para ficarem parecidos com o pacifista Mahatma Gandhi.

RAINHA DE BATERIA DE DESTAQUE DA MOCIDADE

A Mocidade já teve como rainha de bateria algumas celebridades conhecidas pelo público, como Monique Evans, entre 1984 e 1987. Viviane Araújo em quatro oportunidades, 2002, 2003, 2005 e 2006. Antônia Fontenelle, em 2012. Mariana Rios, em 2014, e Cláudia Leitte, em 2015 e 2016.

Em 2010, Elza Soares foi madrinha de bateria da escola.

SAMBA-ENREDO MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL 2022 

LETRA SAMBA-ENREDO MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL 2022

OKÊ ARÔ OFÁ DA MIRA CERTEIRA
DONO MATA, OKÊ OKÊ, MUTALAMBÔ
SEU AJEUM JÁ PREPAREI NA QUINTA FEIRA
NO FUNDAMENTO, A BATIDA INCORPOROU
SAMBORÊ PEMBA FOLHA DE JUREMA
A PROTEÇÃO DE OGBOJU ODÉ
PAI OXALÁ LHE DEU SEU DIADEMA
QUEM REGE MEU ORI, GOVERNA A MINHA FÉ
NOS IDILÊS, A ANCESTRALIDADE
O ALAKETU NO EGBÉ DA MOCIDADE

OXOSSI É CAÇADOR DE UMA FLECHA SÓ
HERDEIRO DE IEMANJÁ, IRMÃO DE OGUM (EXU) AQUELE QUE NA COBRA DÁ UM NÓ
AQUELE APAIXONADO POR OXUM

IBUALAMA O MAR ATRAVESSOU
NO GANTOIS VIROU SÃO JORGE GUARDIÃO
UM RIO INTEIRO EM TEU NOME, MEU SENHOR
QUEM É DE OXÓSSI É DE SÃO SEBASTIÃO

Ô JUREMÊ, Ô JUREMÁ
CABOCLO LÁ DA JUREMA É CACIQUE NESSE CONGÁ
Ô JUREMÊ, Ô JUREMÁ
MANDINGA DE TIA CHICA FEZ A CAIXA GUERREAR

INVERTEU MEU TAMBOR,
FOI O TOQUE DE COÉ
SOM DO COURO, PELE PRETA,
DE JORJÃO, O AGUERÉ
FEZ DO AGUIDAVI,
BAQUETA DA NOSSA GENTE
PRA EVOCAR NESSE TERREIRO
TODA ALMA INDEPENDENTE

ARERÊ ARERÊ KOMORODE
KOMORODE AROLE KOMORODE
ARERÊ ARERÊ KOMORODE
TODO OGÃ DA MOCIDADE
É CRIA DE MESTRE ANDRÉ

Comentários

Mais Lidas