POLÊMICA JUDICIAL

LUVA DE PEDREIRO: rebate informação sobre saber ler e detona ex-empresário, Allan Jesus: 'me tratava igual prisioneiro'

O 'Fantástico' conseguiu exibir a reportagem censurada pela Justiça

Rayane Domingos
Rayane Domingos
Publicado em 18/07/2022 às 9:50
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
O influenciador Iran Ferreira, conhecido como Luva de Pedreiro, conta com mais de 14 milhões de seguidores no Instagram - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

Após ter o pedido negado pela Justiça, o 'Fantástico' conseguiu exibir a reportagem sobre o Luva de Pedreiro e seu ex-empresário, Allan Jesus. Na matéria, Iran Ferreira afirma que se sentia um prisioneiro.

Ao contrário do que Allan afirmou, Luva contou que nem ele nem o pai sabem ler: "Eu sei lá (o que tem no contrato), nem li, eu não sei muito ler não, sou meio fraco. Eu estudei até a 7ª série e meu pai também não sabe não (ler), ele não estudou".

A irmã de Iran, Gabriela Ferreira contou que o influenciador não escrevia as legendas das publicações no Instagram. Ela revela que escrevia para que ele publicasse os vídeos.

O Fantástico também entrou em contato com Mayra Cristina, primeira advogada de Iran. Ela foi responsável por ler o contrato, e pediu para que algumas cláusulas fossem revistas por Allan.

A intenção da advogada era fazer com que a multa aplicada fosse equilibrada para ambas partes, mas não teve acordo. "Não chegamos em uma concordância. Então não houve assinatura, nem renovação de cláusula, nem nada disso".

Iran fala sobre relação com Allan Jesus

Um dos pontos muito comentado pelo Luva de Pedreiro foi a falta de liberdade que tinha com o agenciamento de Allan. O influenciador apontou que o ex-empresário o tratava "como um prisioneiro".

"Ele dizia tanta coisa, prometia tanta coisa e que eu não podia sair. Eu queria viver, pô. Eu estava triste, era tipo um cárcere privado mesmo", disse.

Em um momento da entrevista, Luva conta que Allan afirmou que a família poderia atrapalhar na carreira dele. "Afasta da família porque família atrapalha".

.

Allan Jesus se defende das acusações

Allan se defendeu das acusações e disse que entrou na Justiça contra o Luva porque estava recebendo ameaças de morte, após vazarem os dados na internet.

Ele afirma que teve o cuidado de explicar para a família do Luva detalhes sobre o contrato, ao contrário do que foi afirmado.

"Eu tive esse cuidado de explicar para todos de explicar como tudo iria funcionar. Não tinha (nenhum advogado presente), eu fiz a leitura do contrato para o Iran. Ele é extremamente inteligente, ele sabe ler".

Allan diz ainda que tudo o que Iran pedia ele dava sem nenhum problema. Mas que ainda há quantias milionárias a receber de acordos publicitários.

"Sempre que ele me pedia X, eu ia lá e dava para ele. Temos uma agenda de pagamentos que temos que seguir, temos R$ 2,2 milhões a receber em contratos. Esses contratos começam a ser pagos a partir de julho".

Allan finaliza afirmando que o novo empresário do Luva, Falcão está enganando o jovem e a família. "Acredito que ele foi pego na promessa de dinheiro rápido, dinheiro fácil".

REPRODUÇÃO/RECORD TV
Iran Ferreira, mais conhecido como Luva de Pedreiro - FOTO:REPRODUÇÃO/RECORD TV

Mais Lidas