PARABÉNS

Sport completa 115 anos e TV Jornal transmite lances do título brasileiro de 1987

Relembre um momento histórico do Sport

Publicado em 13/05/2020 às 10:10
Acervo JC
FOTO: Acervo JC
Leitura:

Nesta quarta-feira, dia 13 de maio, o Sport completa 115 anos de existência. E como presente especial para a torcida rubro-negra, a TV Jornal vai exibir um programa especial sobre o Campeonato Brasileiro de 1987, onde o Leão se sagrou campeão ao derrotar o Guarani por 1×0, no dia 7 de fevereiro de 1988, em uma Ilha do Retiro completamente lotada. Vale lembrar que, na época, o SBT transmitiu com exclusividade a final definitiva do Brasileirão daquele ano.

O especial da TV Jornal sobre o Campeonato Brasileiro de 1987 será exibido no programa Turma da Barra, com Flávio Barra, às 13h50. O conteúdo mostrará lances da decisão entre Sport x Guarani, entrevistas com ex-jogadores do Leão que estiveram presentes naquela campanha, um repórter na Ilha do Retiro mostrando a taça de campeão brasileiro e outros conteúdos mostrados com exclusividade pela TV Jornal neste 13 de maio.

Apresentador do programa, Flávio Barra se diz muito feliz e em ter a oportunidade de colocar esse documento histórico para todo o público pernambucano acompanhar com exclusividade na TV Jornal. “Estou feliz para caramba em fazer essa homenagem ao Sport e a essa torcida com esse título tão marcante não só para o Sport, mas para Pernambuco e o futebol nordestino. Estou muito feliz em mostrar no programa esse documento histórico. O SBT Nacional, através da TV Jornal, transmitiu esse jogo na íntegra. Então colocar essa história depois de tanto tempo no meu programa é incrível. Vai ser uma linda homenagem”, disse o apresentador.

“Vamos ter entrevistas com jogadores que atuaram naquela partida, curiosidades da transmissão feita pelo SBT. Participar disso vai ser lindo. Eu tenho certeza que não só a torcida rubro-negra, mas as outras torcidas aplaudam essa iniciativa. É um documento histórico para ratificar a importância desse título para o futebol pernambucano. Vai ser muito interessante. Estou ansioso para que o programa chegue logo. Quando você vai vendo o jogo, a forma que era feita, as imagens que não são tão nítidas, isso para nós, profissionais de televisão, é uma coisa muito interessante. Pegar esse material, rever e mostrar para o público é bem especial”, disse Flávio Barra.

Final do Campeonato Brasileiro

O Campeonato Brasileiro daquele ano foi dividido em dois módulos: amarelo e verde. No módulo verde, os times que integravam o clube dos 13 e mais três convidados – incluindo o Santa Cruz. No módulo amarelo, os outros 16 times que adquiriram ainda em 1986 o direito de jogar a primeira divisão daquele ano. Para decidir o campeonato, o campeão e vice de cada módulo se enfrentariam num quadrangular com jogos de ida e volta.

No módulo verde, o Flamengo foi o campeão e o Internacional o vice. No módulo amarelo, o Sport foi o vencedor e o Guarani ficou com o segundo lugar. Esses seriam os clubes que jogariam o quadrangular para definir o campeão e vice do Brasileirão daquele ano e que consequentemente representariam o Brasil na Copa Libertadores da América.

No entanto, Flamengo e Inter se recusaram a jogar o quadrangular final. Vale lembrar que, Eurico Miranda, dirigente do Vasco e que representou o clube dos 13 na reunião para definir o regulamento do campeonato, concordou com o cruzamento entre os módulos para definir campeão e vice – ele assinou antes do Brasileirão de 1987 começar.

Como Flamengo e Inter se recusaram a jogar, Sport e Guarani venceram os dois por WO e decidiram entre si a final definitiva do Brasileirão daquele ano. Na primeira partida, no Brinco de Ouro, casa da equipe paulista, que havia sido vice-campeã em 1986, os times ficaram no 1×1, com gol de Betão para o Sport.

Na partida de volta, na Ilha do Retiro, no dia 7 de fevereiro de 1988, o Sport venceu o Guarani com gol de Marco Antônio, que completou o cruzamento do lateral-direito Betão. Além de vencer no campo, o Leão também foi considerado o único campeão daquele ano em todas as esferas judiciais possíveis em que o Flamengo tentou a divisão do título.

Sport que entrou em campo naquele 7 de fevereiro tinha: Flávio; Betão, Marco Antônio, Estevam e Zé Carlos Macaé; Rogério, Ribamar e Zico; Robertinho, Neco e Nando. Técnico: Jair Picerni

Mais Lidas