Governo de Pernambuco mantém suspensão de aulas presenciais até 15 de agosto

Devido ao risco de propagação do novo coronavírus, as aulas presenciais estão suspensas em Pernambuco desde o dia 18 de março

PANDEMIA
Governo de Pernambuco mantém suspensão de aulas presenciais até 15 de agosto

As aulas presenciais estão suspensas desde o dia 18 de março devido ao isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus - Foto: Reprodução/TV Jornal Interior

Após muito debate e expectativa das instituições particulares de ensino, o Governo de Pernambuco anunciou, nesta sexta-feira (31), que as atividades presenciais nas unidades de todo o Estado seguem suspensas até o dia 15 de agosto. As aulas estão suspensas desde o dia 18 de março devido ao isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus. A medida foi tomada como forma de prevenção e propagação da covid-19. 

O plano de retomada, que contém os cronogramas de retorno às aulas presenciais para a Educação Básica, para o Ensino Superior e para os Cursos Livres, deve ser divulgado nos próximos dias.

Leia também >> Escolas particulares de Pernambuco se organizam para volta às aulas presenciais

Professor de Tacaimbó leva atividades nas casas dos alunos que não têm internet

Psicólogo revela que professores têm se queixado da pressão dos pais

Desde o mês de abril, os estudantes da Rede Pública Estadual estão assistindo aulas onlines através do Educa-PE, iniciativa da Secretaria de Educação e Esportes que transmite aulas não presenciais pela internet e por TV aberta para os estudantes do Ensino Médio e dos Anos Finais do Ensino Fundamental durante o período de isolamento, além da possibilidade de acessar e utilizar outros materiais. 

No dia 13 de julho, o Governo de Pernambuco, através de decreto estadual, autorizou a realização de aulas práticas presenciais e de estágio para estudantes que estão concluindo o primeiro semestre letivo, contemplando cursos de instituições de ensino superior e de Formação Inicial e Continuada (FIC) ou de qualificação profissional em instituições de educação profissional e técnica.

Protocolo setorial

Segundo o Governo de Pernambuco, para o retorno às aulas presenciais, os estabelecimentos de ensino deverão seguir o protocolo sanitário estabelecido, respeitando as orientações para preservação do distanciamento social, além da adição das medidas de proteção e prevenção e monitoramento das ações. O documento foi apresentado à sociedade no dia 15 de julho e ficou disponível para consulta pública até o último dia 24. A versão final do documento, elaborado em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado, será divulgada nos próximos dias.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.