JUSTIÇA

Suspeito de matar Patrícia Roberta tem prisão preventiva decretada


Patrícia Roberta, de 22 anos, foi encontrada morta em João Pessoa; suspeito do crime foi preso nesta terça-feira (27)

Matéria atualizada às 16h35
Matéria atualizada às 16h35
Publicado em 28/04/2021 às 15:57
Reprodução/Redes sociais
FOTO: Reprodução/Redes sociais
Leitura:

O principal suspeito pelo assassinato da pernambucana Patrícia Roberta Gomes, de 22 anos, passou por audiência de custódia, nesta quarta-feira (28), em João Pessoa, e teve a prisão preventiva decretada pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.

A decisão é da juíza da Vara de Execução de Penas Alternativas de João Pessoa, Virgínia de Lima Fernandes.

Jonathan Henrique Conceição dos Santos, de 23 anos, foi preso em flagrante, nesta terça-feira (21), pelos crimes de feminicídio e destruição, subtração ou ocultação de cadáver. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva.

Ele será encaminhado para a Penitenciária Desembargador Flóscolo da Nóbrega, em João Pessoa, uma unidade prisional de segurança média.

>> Caso Patrícia Roberta: Polícia não descarta assassinato relacionado ao ocultismo; saiba o que é

>> Veja os desenhos macabros encontrados no apartamento de suspeito de matar pernambucana

Uma coletiva de imprensa foi realizada, nesta quarta-feira (28), para apresentar mais detalhes sobre o caso. Assista:

Prisão

Jonathan foi encontrado em uma casa no bairro da Mangabeira, na capital paraibana. Ele foi encontrado após a polícia obter informações com um amigo do suspeito. “Encontramos primeiramente o amigo dele, tivemos que trazê-lo até às pressas porque a própria população queria agredi-lo”, disse o coronel do 5º Batalhão da Polícia Militar, Marcos Barros.

>> Polícia recebe denúncias de outras mulheres contra o suspeito de matar Patrícia Roberta

Motivações ainda são desconhecidas

De acordo com o coronel, as motivações do crime ainda não foram identificadas. E as investigações continuam tanto por parte da equipe de homicídios, quanto pela perícia.

A perita do Instituto de Criminalística, Amanda Melo, afirma que não havia perfurações no corpo da vítima. A especialista diz que trabalha com a hipótese de a jovem ter sido assassinada por asfixia.

Liberação do corpo

Segundo parentes, o corpo de Patrícia, que está no IML na Paraíba, deve ser liberado nesta quinta-feira. De lá, vai ser encaminhado para caruaru, no agreste pernambucano, onde o sepultamento deve ser feito no mesmo dia. A tia da jovem, Verônica Cursino, fala que a perda da sobrinha foi um choque para toda a família. “A gente nunca pensa que vai passar por um momento como esse (...) Eu ainda não acredito que aconteceu. Ela era muito comunicativa, simpática, fazia amizade com muita gente, inclusive, uma desgraça dessa aconteceu por conta disso. Ela conhecia ele havia dez anos”, desabafou.

Desaparecimento

A vendedora Patrícia Roberta Gomes, de 22 anos, estava desaparecida desde o último domingo. O corpo da garota foi encontrado no início da tarde desta terça-feira (27).

Ela havia saído de Caruaru, onde morava, na sexta-feira, 23 de abril, para visitar o amigo em João Pessoa, na Paraíba. O último contato com família foi uma mensagem, enviada no domingo (25), em que Patrícia dizia à mãe que estava voltando para Pernambuco com o rapaz, mas parou de manter contato com a família.


Mais Lidas