Lázaro Barbosa

Lázaro Barbosa: caçada chega ao 15º dia; Nas últimas horas, houve novo tiroteio e buscas na mata


Lázaro Barbosa é suspeito de cometer chacina no último dia 9 e escapa de um cerco formado por 270 policiais

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 23/06/2021 às 7:44
Reprodução
FOTO: Reprodução
Leitura:

ATUALIZAÇÃO: Hoje, buscas completam 16 dias. Veja como será operação nesta quinta-feira (24).

Lázaro Barbosa segue foragido da polícia. Nesta quarta-feira (23), completam-se 15 dias desde o início das buscas, que começaram no dia 9, após uma chacina em uma chácara de Ceilândia, no Distrito Federal. Lázaro é apontado como assassino de quatro pessoas da mesma família na ocasião. Até aqui, 270 policiais, cinco cães farejadores, três helicópteros, drones, cavalos e interdições em rodovias formam a força-tarefa que tenta localizar o criminoso.

Na noite da terça-feira (22), uma nova pista: o caseiro de uma propriedade rural afirma ter trocado tiros com o bandido em Cocalzinho de Goiás, onde as buscas são feitas. De acordo com o G1, Lázaro tentou invadir a chácara, mas o caseiro atirou contra ele. O criminoso, então, revidou. O caseiro não ficou ferido. Não se sabe se Lázaro foi atingido.

>>> Veja onde buscas são feitas nesta quinta-feira (24).

>>> FOTOS: Veja imagens dos bastidores da caçada a Lázaro; são fotos de policiais armados e andando em córregos para encontrar criminoso.

Por volta das 22h, os policiais entraram na mata para tentar localizar o homem. Sem sucesso, as equipes retornaram para a base por volta da meia-noite e meia desta quarta.

>>> Lázaro ligou para a mãe após chacina, revela tia do criminoso; veja aqui o que ele contou no telefonema.

As equipes contam com rádios comunicadores com até 30km de cobertura, mas sofrem com a ausência de equipamentos que ajudem na visualização na escuridão da noite, de acordo com o jornal Correio Braziliense.

Buscas por Lázaro Barbosa de Souza, conhecido como 'serial killer de Brasília', duram mais de uma semana
Buscas por Lázaro Barbosa de Souza, conhecido como 'serial killer de Brasília', duram mais de uma semana
Divulgação/Secretaria de Segurança Pública de Goiás

As buscas se concentram em uma área de 10 quilômetros quadrados entre as cidades de Edilândia e Cocalzinho de Goiás, uma região que fica a cerca de 130 km de distância da capital do estado de Goiás, Goiânia.

Além dos homens das Forças Armadas, um morador da região que é caçador, conhecido como Babaçu, foi recrutado para ajudar nas buscas. Ele promete achar Lázaro. Babaçu diz que caça desde os 7 anos de idade, anda descalço e dorme na mata.

>>> LEIA MAIS: Saiba o que Lázaro disse à mãe por telefone, durante fuga.

Cão ferido

Na terça-feira, a polícia divulgou a informação de que um cão farejador que ajuda nas buscas ficou ferido, após se machucar em uma pedra. Segundo a PM, o cachorro já está bem. O caso aconteceu na quinta-feira (17), mas só repercutiu nas últimas horas. Na semana passada, Lázaro chegou a disparar contra um cão farejador durante uma troca de tiros com polícia. Felizmente, o animal não foi atingido.

Lázaro Barbosa é procurado pelas polícias de Goiás e do Distrito Federal
Lázaro Barbosa é procurado pelas polícias de Goiás e do Distrito Federal
Reprodução

>>> Acredita-se que Lázaro tenha comido animais selvagens durante a fuga; veja quais.

15 dias de buscas

Em 15 dias de fuga, Lázaro já desafiou a polícia diversas vezes. Esteve em várias chácaras e fazendas, fez reféns, trocou tiros com os agentes de segurança e sempre conseguiu escapar. De acordo com fontes do portal UOL, cerca de 70% dos moradores da região deixaram suas casas nos últimos dias por medo do que Lázaro pode fazer, caso invada uma propriedade.

>>> LEIA MAIS: Relembre momentos dramáticos nas buscas por Lázaro Barbosa até agora.

A uma família feita refém na semana passada, Lázaro disse que quer sair do DF e de Goiás e fugir para outro estado. Bloqueios na BR-070 vasculham os veículos e tentam evitar que o bandido escape.


Mais Lidas