Caso Alec Baldwin

Alec Baldwin: Jornal americano revela o que Halyna disse ao ser atingida por tiro acidental e reconstrói cenário de pânico em set


Disparo acidental de Alec Baldwin completa um mês nesta segunda-feira

Gabriel dos Santos Araujo Dias
Gabriel dos Santos Araujo Dias
Publicado em 22/11/2021 às 8:19
Reprodução/ Instagram
FOTO: Reprodução/ Instagram
Leitura:

O jornal Los Angeles Times ouviu 14 profissionais que trabalhavam na produção do filme Rust e conseguiu narrar tudo o que aconteceu no momento em que a equipe percebeu que os tiros disparados por Alec Baldwin eram de verdade. Um dos pontos mais chocantes é sobre o que a diretora de fotografia Halyna Hutchins, que morreu, disse ao ser alvejada. O caso aconteceu há exatamente um mês, em 22 de outubro.

De acordo com a publicação, ao ser baleada, Halyna tropeçou para trás e caiu nos braços de um eletricista. Naquele momento, já era possível ver sangue escorrendo no peito da profissional. Segundo um operador de áudio, a diretora disse: "Isso não foi bom. Isso não foi nada bom".

Ao mesmo tempo, o diretor do filme Joel Souza, que também foi atingido por um disparo, caiu no chão gritando: "O que diabos foi isso?" e "Isso queima!".

O que disse Alec Baldwin ao perceber tragédia?

Logo em seguida, ao notar os gritos no set, Alec Baldwin colocou a arma em um banco dentro do estúdio e questionou: "O que diabos acabou de acontecer?". Também de acordo com as fontes do jornal, logo alguém gritou "médico!".

Halyna foi socorrida e levada até o hospital da Universidade do Novo México, na cidade de Albuquerque, onde os médicos confirmaram o óbito. Alec Baldwin foi voluntariamente até o distrito policial da região prestar esclarecimentos.


Mais Lidas