TENSÃO

GUERRA RÚSSIA E UCRÂNIA: Tem brasileiros na Ucrânia? Veja qual a situação deles


A Rússia atacou a Ucrânia após semanas de tensão

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 24/02/2022 às 16:40
Notícia
Reprodução/Instagram
Jogadores brasileiros que atuem em Dínamo de Kiev e Shakhtar Donetsk pedem por ajuda - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

O ataque da Rússia contra a Ucrânia tem gerado apreensão nos cidadãos ucranianos e nos imigrantes que vivem no país. Na madrugada desta quinta-feira (24), o país foi invadido por tropas russas e rapidamente foram registradas cenas de estradas com congestionamentos quilométricos.  

Na manhã desta quinta, brasileiros que estão na Ucrânia pediram ajuda para deixar o país. 

Parte desse grupo é composta por jogadores brasileiros que atuam no Shakhtar e do Dínamo, times da liga ucraniana. Eles estão reunidos com as famílias em um hotel de Kiev e gravaram um vídeo pedindo ajuda das autoridades brasileiras para deixar o país. 

Nas imagens, o jogador Junior Moraes diz que os jogadores se reuniram no hotel com crianças e esposas, e que fronteiras e espaço aéreo estão fechados. O atleta também é naturalizado ucraniano e joga pela seleção do país. 

Jogadores brasileiros na Ucrânia

Segundo o site Globo Esporte, com 30 jogadores, o Brasil é país com mais estrangeiros no Campeonato Ucraniano. Confira a lista completa de atletas atuando no país: 

Shakhtar Donetsk

  • Marlon Santos - zagueiro, 26 anos - ex-Fluminense e Sassuolo
  • Vitão - zagueiro, 22 anos - ex-Palmeiras
  • Ismaily - lateral, 32 anos - ex-Braga e seleção brasileira
  • Dodô - lateral, 23 anos - ex-Coritiba
  • Vinicius Tobias - lateral, 18 anos - ex-Internacional
  • Marcos Antônio - meia, 21 anos - ex-Athletico-PR
  • Maycon - meia, 24 anos - ex-Corinthians
  • Alan Patrick - meia, 30 anos - ex-Santos, Palmeiras, Inter e Flamengo
  • David Neres - atacante, 24 anos - ex-São Paulo e Ajax
  • Tetê - atacante, 22 anos - ex-Grêmio
  • Pedrinho - atacante, 23 anos - ex-Corinthians e Benfica
  • Fernando - 22 anos, atacante - ex-Palmeiras e Sporting
  • Júnior Moraes - 34 anos, atacante - ex-Santos e naturalizado ucraniano

Zorya Lugansk

  • Juninho - 26 anos, lateral - ex-Salgueiro
  • Cristian - 22 anos, atacante - ex-Botafogo-PB
  • Guilherme - 18 anos, atacante - ex-Botafogo

Metalist

  • Fabinho - 25 anos, meia - ex-Teresópolis
  • Marlyson - 24 anos, atacante - ex-Madureira
  • Derek - 24 anos, atacante - ex-Figueirense

Dnipro

  • Busanello - 23 anos, lateral - ex-Chapecoense
  • Felipe Pires - 26 anos, atacante - ex-Palmeiras e Fortaleza
  • Bill - 22 anos, atacante - ex-Flamengo

Rukh Vynnyky

  • Edson - 23 anos, volante - ex-Bahia
  • Talles Brenner - 23 anos, atacante - ex-Fluminense e Vila Nova

Kolos Kovalivka

  • Diego Carioca - 24 anos, atacante - ex-Lajeadense
  • Renan Oliveira - 24 anos, atacante - ex-São Bernardo

Dínamo de Kiev

  • Vitinho - 22 anos, atacante - ex-Athletico-PR

Vorskla

  • Lucas Rangel - 27 anos, atacante - ex-Londrina

Chornomorets

  • Wanderson - 27 anos, volante - ex-XV de Piracicaba

Inhulets Petrove

  • William - 25 anos, zagueiro - ex-Santa Cruz

O que diz o governo sobre os brasileiros na Ucrânia? 

Em nota, o Ministério das Relações Exteriores informo que há cerca de 500 cidadãos brasileiros na Ucrânia

O governo brasileiro orienta que "os cidadãos brasileiros em território ucraniano, em particular aos que se encontrem no leste do país e outras regiões em condições de conflito, que mantenham contato diário com a Embaixada".

.

A Embaixada do Brasil em Kiev, capital da Ucrânia permanece aberta. "Caso necessitem de auxílio para deixar a Ucrânia, devem seguir as orientações da Embaixada e, no caso dos residentes no leste, deslocar-se para Kiev assim que as condições de segurança o permitam", diz a nota.

Veja a nota completa:

"Embaixada do Brasil em Kiev permanece aberta e dedicada, com prioridade, desde o agravamento das tensões, à proteção dos cerca de 500 cidadãos brasileiros na Ucrânia. A Embaixada vem renovando o cadastramento dos brasileiros e tem-lhes transmitido orientações, por meio de mensagens em seu site (kiev.itamaraty.gov.br), em sua página no Facebook (https://www.facebook.com/Brasil.Ukraine) e em grupo do aplicativo Telegram (https://t.me/s/embaixadabrasilkiev).

Solicita-se aos cidadãos brasileiros em território ucraniano, em particular aos que se encontrem no leste do país e outras regiões em condições de conflito, que mantenham contato diário com a Embaixada. Caso necessitem de auxílio para deixar a Ucrânia, devem seguir as orientações da Embaixada e, no caso dos residentes no leste, deslocar-se para Kiev assim que as condições de segurança o permitam.

O Itamaraty disponibiliza, ainda, para casos de emergência consular de brasileiros na Ucrânia e seus familiares, o número de telefone de plantão consular +55 61 98260-0610."

Comentários


Mais Lidas