ASSASSINATO

CASO DANIELLA PEREZ: web critica fotos explícitas da atriz morta em série e Gloria Perez se pronuncia sobre polêmica

Nas redes socais, os internautas questionaram o motivo das imagens serem colocadas sem nenhum tipo de aviso

Rayane Domingos
Rayane Domingos
Publicado em 26/07/2022 às 8:12
REPRODUÇÃO
Daniella Perez e Gloria Perez - FOTO: REPRODUÇÃO
Leitura:

A série contando sobre o assassinato de Daniella Perez vem ganhando grande repercussão nas redes sociais. 'Pacto Brutal', do HBO Max segue recebendo muitas críticas.

Os internautas questionaram por qual motivo Gloria Perez, mãe da atriz, permitiu que as fotos da filha morta fossem exibidas. 

"Entreguei e confiei neles. Não vou discutir a proporção das fotos, mas sim a brutalidade contida naquelas fotos", explicou em entrevista ao Splash, do UOL.

A intenção da autoria ao entregar os registros foi mostrar sem nenhuma censura as informações reais do crime.

.

"Esse tempo todo, essa história foi contada da maneira mais sensacionalista possível. Agora, eu queria que o processo falasse. O que me levou a aceitar fazer parte desse projeto e ceder todo o meu arquivo à HBO foi a proposta de que eles se ateriam aos autos do processo".

Apesar disso, Glória afirma que a situação foi bastante dolorosa, mas que a imprensa da época não contou como as coisas realmente aconteceram.

"Você olha e foi exatamente aquilo que foi feito. Então, me dói ver aquilo? Muito. Mas me doeu ver aquilo ao vivo, como eu vi. E ver depois como aquilo foi tratado de maneira a minimizar (o crime)".

O que aconteceu com Daniella Perez?

As investigações apontaram que após a gravação no dia em 28 de dezembro de 1992, Daniella foi abordada por Guilherme na saída dos estúdios. Os dois viviam um par romântico na novela escrita por Glória.

Ele seguiu o carro da atriz até um posto de gasolina e fechou o veículo. Ao perceber quem era, Guilherme deu um soco no rosto de Daniella que caiu. Ele levou a mulher, que estava desacordada.

Guilherme e Paula seguiram para um terreno baldio na Barra da Tijuca. Daniella foi morta com 18 facadas, que atingiram pulmão, coração e pescoço.

Quando a Polícia chegou no local, encontrou apenas o carro de Daniella e os documentos. Enquanto isso, Guilherme foi até a Delegacia para consolar Glória e Raul Gazolla, marido de Daniella.

Após ser pressionado pela polícia, que tinha provas concretas, Guilherme assumiu a autoria do crime. Ele tentou encobrir a participação de Paula.

As testemunhas apontaram que Guilherme queria tirar proveito da amizade que tinha com Daniella para ter benefícios na novela.

Ele desconfiou que estava sendo escanteado da trama quando o personagem não apareceu em dois capítulos.

O ator acreditava que Daniella falou sobre as investidas, e por isso teria sido cortado. Assim, ele relatou para a mulher, Paula, e os dois planejaram o crime.

Guilherme foi condenado por 19 anos enquanto Paula, que estava grávida, teve pena de 18 anos e 6 meses. Eles cumpriram apenas 7 anos da pena e tiveram liberdade condicional.

Mais Lidas