PANDEMIA

Vai ter feriado de Carnaval em 2022 em Pernambuco? Veja o que diz o secretário


Secretário estadual de Saúde, André Longo, falou sobre o Carnaval 2022

Ísis Lima
Ísis Lima
Publicado em 19/01/2022 às 18:27
Notícia
Miva Filho / Governo de Pernambuco
Secretário Estadual de Saúde, André Longo - FOTO: Miva Filho / Governo de Pernambuco
Leitura:

A menos de dois meses do Carnaval 2022, o feriado no período ainda é dúvida para a sociedade. O motivo é que a data não é feriado nacional, no entanto, em tempos sem pandemia, serviços, repartições públicas e algumas empresas privadas param as atividades durante os cinco dias de folia. A festa está marcada para ocorrer de 26 de fevereiro a 1º de março.

Este ano terá feriado?

Nesta quarta-feira (19), durante coletiva de imprensa, o secretário estadual de Saúde (SES-PE), André Longo, falou sobre a possibilidade de ter feriado no Carnaval 2022 em Pernambuco.

.

Vai ter feriado no Carnaval 2022?

O secretário destacou que as principais prefeituras que organizam Carnaval, como Recife e Olinda, já cancelaram a folia de momo e acrescentou que possivelmente a questão será discutida com os municípios. 

"Acho que vamos precisar ter uma conversa com as prefeituras porque tem a questão do impacto sobre o turismo também, que precisa ser avaliado (...) Acredito que quanto antes pudermos tomar essa decisão melhor, mas vamos ter que aguardar", detalhou.

Restrições vão se estender? 

André Longo comentou ainda sobre as restrições que estão em vigor em Pernambuco. "Hoje nós estamos com um protocolo que restringe bastante os maiores eventos de Carnaval. É possível que se mantenha ou se restrinja mais. Isso tudo vai depender do cenário. A gente não vai poder falar de um cenário do final de fevereiro. Vamos ter que aguardar semana a semana e fazer planejamento para cada 15 dias, que é o que a gente tem feito hoje", destacou.

O protocolo é válido até o dia 31 de janeiro, mas até lá o governo irá se posicionar sobre o que vai ser feito após o período. "Certamente vamos nos posicionar antes do dia 31 para dizer se vai vigorar o que está valendo ou se vai ter alguma restrição maior. Isso vai depender dos números até lá", explicou.

Comentários


Mais Lidas