MEA CULPA

Morador de rua de Planaltina pede desculpas após entrevistas: 'Me sinto envergonhado'

Homem que foi flagrado com esposa de personal trainer concedeu nova entrevista, na qual pede perdão a todas as mulheres

Marcelo Aprígio
Marcelo Aprígio
Publicado em 29/03/2022 às 9:01
Notícia
REPRODUÇÃO/YOUTUBE
O morador de rua afirmou que suas declarações foram infelizes - FOTO: REPRODUÇÃO/YOUTUBE
Leitura:

O homem em situação de rua que foi flagrado mantendo relações sexuais com a esposa de um personal trainer, em Planaltina, no entorno do Distrito Federal, concedeu uma nova entrevista, na qual pede perdão a todas as mulheres após os relatos que fez em conversas anteriores.

Ele também pediu desculpas diretamente à mulher envolvida na história. Clique aqui e leia o pedido de perdão.

Segundo Givaldo Alves, ele foi infeliz ao descrever as cenas da relação sexual com a mulher, cujo laudo médico comprovou sua bipolaridade. 

Confira detalhes sobre o motivo do arrependimento

"Esta infelicidade que eu tive ao descrever os fatos sem mudar nada foi uma coisa muito feia. Me sinto envergonhado e gostaria de pedir desculpas, primeiramente, a ela, às meninas da minha família, minha mãe e, depois, a todas vocês", disse ele.

Durante a entrevista, o sem-teto também afirmou que não costuma expor suas relações sexuais nem para amigos. "Quem me conhece sabe que eu não descrevo isso."

"Eu fui infeliz mesmo ao relatar um fato que eu poderia ter ponderado. Eu não soube conciliar as coisas do jeito correto. Se puder me perdoar, principalmente, ela e todos que me julgam", falou Givaldo.

Laudo da mulher divulgado

O caso, ocorrido no dia 9 de março em em Planaltina, Distrito Federal, ganhou grande visibilidade na mídia. A mulher, esposa do personal trainer, foi flagrada pelo marido tendo relações com o sem-teto Givaldo de Souza.

O homem de 48 anos teria sido convidado pela mulher para entrar no seu carro. Foi lá onde ocorreu o sexo consensual.

Ao serem flagrados pelo marido, Givaldo foi espancado e chegou a ter uma costela quebrada. Os três acabaram sendo encaminhados para o Hospital Universitário de Brasília.

Desde então, a mulher está internada. Agora novos detalhes sobre seu estado de saúde foram revelados.

O marido já havia mencionado que ela sofria de transtornos psicológicos. O laudo do Hospital Universitário de Brasília informou que a mulher apresenta "transtorno afetivo bipolar".

No momento do ocorrido ela estaria em uma fase maníaca psicótica.

Laudo médico

O laudo médico detalha que a mulher, desde que deu entrada no hospital, apresenta alucinações auditivas, "delírios grandiosos e de temática religiosa", hipertimia, alteração de humor, falso reconhecimento, além de "comportamentos desorganizados e por vezes inadequados".

No diagnóstico, os médicos detalham que ela demonstra um comportamento com "gastos excessivos, doação de seus pertences, resistência em se vestir e hiperreligiosidade".

Comentários

Mais Lidas