CRIME

ANESTESISTA PRESO: Delegada revela que médico estuprou paciente durante sutura da cirurgia

Segundo a delegada Bárbara Lomba Bueno, o bebê já havia nascido e por isso o acompanhante não estava mais na sala.

Catêrine Costa
Catêrine Costa
Publicado em 12/07/2022 às 16:27
Notícia
Reprodução/ Internet
Giovanni Quintella Bezerra, de 32 anos, ficou conhecido em todo país após vir à tona um vídeo em que ele abusa sexualmente de uma paciente durante uma cesárea no Hospital da Mulher em Vilar dos Teles, São João de Meriti - RJ. - FOTO: Reprodução/ Internet
Leitura:

Em entrevista ao UOL News, nesta terça-feira (12), a delegada Bárbara Lomba Bueno, da Delegacia de atendimento à mulher de São João de Miriti, e responsável pelo caso do médico anestesista preso após ser flagrado estuprando uma paciente durante cirurgia cesariana, revelou o momento que o suspeito cometeu o crime. 

"Eu tive certeza com um depoimento que colhemos agora há pouco, o momento que o anestesista comete o crime era no final, quando já estava havendo a sutura", contou. 

Segundo ela, o bebê já havia nascido e por isso o acompanhante não estava mais na sala. 

.

ENTENDA O CASO

Giovanni Quintella Bezerra, de 32 anos, ficou conhecido em todo país após vir à tona um vídeo em que ele abusa sexualmente de uma paciente durante uma cesárea no Hospital da Mulher em Vilar dos Teles, São João de Meriti - RJ.

O estuprador foi preso em flagrante na madrugada desta segunda-feira (11).

Funcionárias da unidade de saúde desconfiaram de Giovanni ao perceber que ele dava uma quantidade excessiva de sedativos para as grávidas, em alguns casos até anestesia geral.

Então, trocaram a sala de cirurgia para conseguir captar o momento, e filmaram o médico colocando o pênis na boca de uma paciente enquanto participava do procedimento cirúrgico.

Comentários

Mais Lidas