TRAIÇÃO

MENDIGO DE PLANALTINA: após entrevista, Justiça solicita laudo sobre saúde de esposa do personal

A mulher foi flagrada pelo marido em ato sexual com desconhecido no último dia 9 de março em Planaltina, no entorno do Distrito Federal

Marcelo Aprígio Julianna Valença
Marcelo Aprígio
Julianna Valença
Publicado em 25/03/2022 às 11:11
Foto: Reprodução
Caso do mendigo de Planaltina teve novo vídeo divulgado - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

A Justiça solicitou a entrega de um laudo sobre o quadro de saúde da esposa do personal trainer flagrada durante relações sexuais com um homem em situação de rua.

A solicitação foi feita nessa quinta-feira (24) pelo titular da Vara Cível de Planaltina, localizada no entorno do Distrito Federal.

Segundo o portal Metrópoles, o juiz Eduardo da Rocha Lee fez o pedido no âmbito da ação em que o personal trainer pede a suspensão de perfis fakes do casal nas redes sociais.

Assim, os documentos deveriam ser apresentados para justificar a nomeação de uma outra pessoa para representar a esposa no processo judicial.

.

A advogada do casal falou na semana anterior sobre o desejo de derrubar os perfis na internet.

“À priori, nosso pedido é para que sejam derrubados os perfis fakes. Inclusive, neste fim de semana, saiu uma notícia sobre um perfil em nome do Eduardo e que pedia uma vaquinha online, mas não é de verdade”.

Entenda o caso

Segundo a polícia, o personal saiu para procurar a esposa que teria saído para ajudar uma pessoa em situação de rua com a sogra. Depois de um tempo, as duas se separaram.

O homem então saiu para procurar a mulher. Foi então que ele flagrou sua companheira e o 'mendigo' fazendo sexo no banco da frente do veículo.

Após ver a cena, ele agrediu o rapaz que estava com sua esposa, por acreditar que ela estava sendo estuprada.

Após o episódio, o personal saiu em defesa da esposa nas redes sociais. Em nota, ele disse que a mulher teria tido um surto psicótico e, por isso, a relação extraconjugal não foi consentida.

“Não se trata de uma traição, e, sim, crime de violência”, disse o marido.

A afirmação do homem se contradiz com a da sua esposa, que afirmou a polícia ter tido relações sexuais com o sem-teto por vontade própria.

Em áudios obtidos pela TV Globo, a esposa disse que viu as “imagens do marido e de Deus” no rosto do homem e por isso fez sexo. Ela também disse que não estava sob efeito de álcool.

Com a repercussão do caso, os perfis do casal foram excluídos das redes sociais.

A repercussão e a fama repentina do mendigo de Planaltina também fez com que ele fosse procurado por partidos políticos para Veja vídeo:

 

*Com informações do portal Metrópoles

ancar-candidato-no-df.html">sair candidato nas eleições de 2022.

Mais Lidas