NOVELA

NOVELA PANTANAL: Confira curiosidades e bastidores da nova versão da novela

Remake do sucesso de 1990 chega às telinhas depois de 30 anos

Paloma Xavier
Paloma Xavier
Publicado em 30/03/2022 às 18:56
Notícia
Divulgação / Globo
Irandhir Santos como Joventino no remake de Pantanal - FOTO: Divulgação / Globo
Leitura:

A nova versão de Pantanal chegou às telinhas na segunda-feira (28) e já está cativando os espectadores. O remake da novela é assinado por Bruno Luperi, neto do autor da versão original, Benedito Ruy Barbosa.

A novela é uma adaptação da versão que foi ao ar na extinta TV Manchete, em 1990, e é dividida em duas partes, separadas por um salto temporal de 20 anos.

.
Curiosidades e bastidores da nova versão

Projeto

Benedito Ruy Barbosa tinha o desejo de escrever a história de Pantanal desde 1986. Neste ano, o autor apresentou a sinopse com o título provisório de Amor Pantaneiro, mas o projeto vinha sendo engavetado pela TV Globo pois as gravações na região eram consideradas complicadas.

O autor aceitou então uma proposta da TV Manchete. A produção foi dirigida por Jayme Monjardim e contava com Cristiana Oliveira e Marcos Winter como protagonistas.

.

divulgação
Cristiana Oliveira foi Juma Marruá na novela Pantanal - divulgação

A novela foi reprisada no SBT em 2008. A reexibição teve ótima audiência e dobrou o Ibope da emissora - e causou problemas com Benedito e com a Globo.

A TV Globo tinha os direitos da novela há muitos anos e em 2006 já planejava uma nova versão da história. A emissora carioca comprou os direitos de Benedito para poder produzir o remake da história.

Para reexibir a novela, o SBT teria que negociar com o autor, que na época era o dono dos direitos do texto da obra.

Mas a emissora fez isso e o caso virou uma briga judicial. Benedito lutou pelo pagamento dos direitos autorais que teria a receber.

Em entrevista ao programa Pânico, em 2015, o autor acusou Silvio Santos de roubo: “Roubou Pantanal! Levaram Pantanal e não me pagaram até hoje.”

A briga foi parar no Superior Tribunal de Justiça (STJ), e o SBT foi condenado a pagar R$ 10 milhões a Benedito.

Remake

O remake de Pantanal foi confirmado pela TV Globo em 2020 e fez com que várias atrizes se interessassem pelo papel de Juma. A escolhida foi Alanis Guillen, que protagonizou Malhação - Toda Forma de Amar, em 2019.

.

Globo/João Miguel Júnior
Alanis será Juma na nova versão de Pantanal - Globo/João Miguel Júnior

Miriam Saback, produtora de arte da novela, e sua a equipe, tiveram seis meses para planejar o que seria usado em cena, além de providenciar encomendas e confecção dos objetos de cena que trazem vida aos cenários dos fazendeiros, peões e moradores da região.

A equipe não brincou em serviço: uma artesã, por exemplo, criou uma réplica de quatro metros de uma cobra sucuri. A peça, que é maleável, tem manutenção diária com um produto à base de glicerina para que a cobra cenográfica não resseque.

Casa de Almir Sater

Outro detalhe interessante é a casa de Almir Sater (que interpreta o chaleiro Eugênio), que virou um points entre os atores. O cantor sertanejo, que participou da novela original e retornou com um novo personagem, promoveu feijoadas e rodas de viola, além dos banhos de rio com os colegas.

A propriedade de Almir foi comprada há 30 anos, quando as gravações da primeira versão da novela terminaram.

.

Reprodução/Globo
Almir Sater participou da novela Pantanal de 1990 e está no remake de 2022 - Reprodução/Globo

Inclusive, Gabriel Sater, filho de Almir, fará o papel do peão Trindade, vivido pelo pai na primeira versão.

Outros atores que participaram da primeira versão estão no elenco do remake, como Marcos Palmeira e Enrique Diaz.

Vários personagens

Na primeira versão de Pantanal, Cláudio Marzo interpretou três personagens: José Leôncio (na primeira e na segunda fase) e o Velho do Rio.

.

Globo/João Miguel Júnior
Irandhir Santos como Joventino e José Lucas de Nada - Globo/João Miguel Júnior

No remake, Irandhir Santos também vai interpretar mais de um personagem: Joventino, pai de José Leôncio (Renato Góes), na primeira fase da trama, e na segunda parte, o neto do primeiro personagem, o caminhoneiro José Lucas de Nada.


Música de abertura

A música de abertura, composta por Marcus Viana, é a mesma da novela original. Na nova versão, a música de abertura ficou a cargo de Almir Sater e Maria Bethânia.

Comentários

Mais Lidas